Q

Previsão do tempo

15° C
  • Wednesday 17° C
  • Thursday 22° C
  • Friday 25° C
16° C
  • Wednesday 19° C
  • Thursday 26° C
  • Friday 29° C
11° C
  • Wednesday 16° C
  • Thursday 27° C
  • Friday 28° C

Homenagem a Jaime Costa

Marlene Sousa

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
Mais de sessenta pessoas juntaram-se no restaurante “O Cortiço”, na noite do passado dia 9, num jantar de homenagem ao caldense Jaime Costa, fundador do JORNAL DAS CALDAS há 21 anos. Mensagens de amizade, partilha de recordações e muitos agradecimentos. Foi assim que decorreu o evento que tinha por objetivo agradecer a Jaime Costa os mais de 30 anos que prestou serviços à causa do jornalismo em prol da região e do país e que agora se aposentou.

Entre familiares, amigos e colaboradores do JORNAL DAS CALDAS o ex-diretor do semanário viu serem-lhe elogiadas as suas qualidades humanas e o sucesso profissional, o rigor, o seu lado divertido e bom sentido de humor, e, sobretudo, a disponibilidade que sempre demonstrou para ajudar as pessoas da sua terra.

Entre os discursos, os presentes foram unânimes em destacar o seu profissionalismo, cuja vida foi devotada à cultura e a fazer chegar as notícias a casa dos outros, quer por rádio, quer em papel.

Clara Bernardino, diretora do JORNAL DAS CALDAS destacou o papel empreendedor de Jaime Costa no qual pretende dar continuidade. “Como nova diretora, prometo cuidar bem do jornal, dando espaço a todos os que queiram contribuir para o seu crescimento e para o fortalecimento ao nível da opinião e da cultura”, disse, convicta de que Jaime Costa vai agora dedicar-se a outros projetos.

Mário Lino, diretor do Museu do Ciclismo, recordou a sua infância com Jaime Costa, destacando a amizade com o homenageado desde a sua tenra idade até os dias de hoje. “Para além de ter sido um dos melhores jogadores de ténis de mesa, quinto lugar do campeonato nacional, foi ele quem me emprestou a primeira bicicleta que eu andei e bati com a cabeça no muro da estação”, lembrou Mário Lino, acrescentando que “talvez foi a bicicleta que me deu luz para eu ser um apaixonado pelo ciclismo”. Considerou que esta foi “uma homenagem justa” e referiu que “Jaime Costa nunca será esquecido nas Caldas da Rainha pela forma simples e discreta como sempre exerceu a sua atividade, que “tem dignificado as Caldas da Rainha”.

Mário Gonçalves, médico que durante 25 anos esteve à frente do Centro Hospitalar das Caldas da Rainha, dirigiu-se ao homenageado como uma referência, face “às suas qualidades pessoais e profissionais sempre reveladas no decorrer do exercício das responsabilidades que desempenhou com competência e lealdade, sempre animado por um elevado espírito de serviço, em obediência aos valores que dignificam a quem assim cumpre os seus deveres com hombridade”.

Destacou a continuidade do JORNAL DAS CALDAS que “está assegurada através do seu exemplo, tanto no respeitante à sua atividade jornalística como a referente à sua função de coordenação diretiva, qualidades que, com certeza, se refletem no valor do corpo redatorial do Jornal das Caldas e na confiança da sua atual Direção”.

João Batista, responsável do Mercado Biológico de Óbidos, também lembrou a sua amizade com Jaime Costa desde “garoto”, quando no “dia 2 de janeiro de 1975 encontrámo-nos na Escola Fernando Pó no Bombarral”. Elogiou os valores de “solidariedade” e qualidades de um homem por quem diz ter “muita admiração”.

O padre Borges recordou com muita saudade o trabalho que fez na paróquia das Caldas há 57 anos. Há 37 anos em Santarém, ficou muito satisfeito por estar no jantar porque encontrou muitos velhos amigos que já não via há anos. Desafiou Jaime Costa a não ficar parado, porque “há muito para fazer neste mundo”.

O deputado municipal do BE, Fernando Rocha, leu um poema que escreveu expressamente para esta data.

Vítor Dinis, um dos mentores desta iniciativa, voltou a elogiar as qualidades do ex-diretor do JORNAL DAS CALDAS referindo que lhe deve “muito pela experiência e a porta aberta que teve sempre à minha disposição, como afinal tinha para todos os que dele precisassem”.

Jaime Costa recebeu de todos os presentes uma moldura com uma salva de prata gravada, com o registo do jantar de homenagem.

Embevecido com o rol de elogios que lhe foram feitos, foi aos familiares e amigos presentes naquela noite que o homenageado dedicou a distinção que lhe foi feita. Um gesto que garante que não vai esquecer. Elogiou a equipa do JORNAL DAS CALDAS, referindo que “é como uma equipa de futebol, só se faz se tiver bons jogadores ao lado”. Agradeceu ainda ao seu primo António Salvador, proprietário do JORNAL DAS CALDAS, pelo seu “empreendedorismo, que permitindo ao Jornal ganhar uma maior dinâmica”.

Revelou que em outubro vai lançar um livro de poemas intitulado “Para onde voa o tempo…”.

Foi uma noite de emoções, amizade e festa, bem demonstrativas da justiça e oportunidade desta homenagem e consequente momento de convívio.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Artigos Relacionados

Marcha do Orgulho com mais de 300 participantes

Realizou-se nas Caldas da Rainha, no dia 26 de junho, uma marcha em defesa da comunidade lésbica, gay, bissexual, transgénero e outras orientações de género, com mais de três centenas de manifestantes a rejeitarem serem discriminados e a reclamarem por condições...

marcha1

Arrancaram obras na linha férrea entre Caldas e Torres

A Infraestruturas de Portugal deu início, no dia 28 de junho, à empreitada de modernização do troço da Linha do Oeste entre Torres Vedras e Caldas da Rainha, após a assinatura do auto de consignação ter tido lugar na estação ferroviária de Caldas da Rainha, com a...

ferrovia