Q

Previsão do tempo

18° C
  • Monday 22° C
  • Tuesday 20° C
  • Wednesday 20° C
18° C
  • Monday 24° C
  • Tuesday 22° C
  • Wednesday 21° C
20° C
  • Monday 24° C
  • Tuesday 22° C
  • Wednesday 20° C
EDITORIAL

25 de abril sem 25 de Abril

Clara Bernardino

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
É a primeira vez em 38 anos de democracia que a Associação 25 de Abril não participará nos atos comemorativos da “Revolução dos Cravos”. O que levou à Revolução que mudou a História do nosso país? A opressão, a fome, a miséria, a falta de liberdade para ter opinião própria, a falta de condições que levava à emigração, a falta de trabalho, o abismo entre os ricos e os pobres…

Segundo o manifesto lido pelo presidente da Associação 25 de Abril, perante a imprensa escrita e falada, “as medidas e sacrifícios impostos aos cidadãos portugueses ultrapassaram os limites do suportável. Condições inaceitáveis de segurança e bem-estar social atingem a dignidade da pessoa humana”, prossegue o texto, que considera que “o rumo político seguido protege os privilégios, agrava a pobreza e a exclusão social, desvaloriza o trabalho”. (…)

“Portugal não tem sido respeitado entre iguais, na construção institucional comum, a União Europeia. Portugal é tratado com arrogância por poderes externos, o que os nossos governantes aceitam sem protesto e com a autossatisfação dos subservientes. O nosso estatuto real é hoje o de um ‘protectorado’, com dirigentes sem capacidade autónoma de decisão nos nossos destinos”.

“Valeu a pena? Tudo vale a pena / se a alma não é pequena” …

Se o 25 de abril não tivesse acontecido, o rumo da nossa História teria sido outro, o nosso povo não seria o nosso povo…

E que Povo poderíamos nós ser se não aquele que fez uma revolução com canções e cravos?

Já se cumpriu a revolta. E como dizia o poeta: “Falta cumprir Portugal”!

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Artigos Relacionados

Gala 30 Anos Jornal das Caldas

A noite de hoje é de festa! Assista em direto à Gala dos 30 anos do Jornal das Caldas, a partir das 20h30.

gala 30anos jornal caldas

A Homenagem e o Reconhecimento!

ANTÓNIO TRINDADE é a prova viva de que um Homem pode fazer a diferença, lutando por causas que entende como justas, apoiando os seus e nossos concidadãos às vezes. Tem ajudado sim e, às vezes parecendo estar sozinho…não, vai contando com o apoio de Amigos e de quem...

Espaço Jovem

Há cerca de um ano, Portugal iniciou o seu processo de vacinação para a Covid-19, e com ele foi-nos também inoculada uma falsa esperança de controlo pandémico. Apesar da elevada adesão ao programa de vacinação, que culminou com quase 90% da população vacinada, verificou-se uma democratização do receio de viajar, à exceção dos meses de veraneio, perpetuando, assim, uma situação de grande fragilidade no setor. Uma das consequências mais evidentes desse fenómeno verifica-se na hotelaria, que tem vindo a perder trabalhadores e que, em parte, se deve aos sucessivos avanços e recuos no combate à pandemia, não permitindo a criação de estabilidade e planos a médio e longo prazo.