Q

Previsão do tempo

14° C
  • Friday 18° C
  • Saturday 22° C
  • Sunday 26° C
14° C
  • Friday 20° C
  • Saturday 25° C
  • Sunday 29° C
15° C
  • Friday 21° C
  • Saturday 25° C
  • Sunday 29° C

Paulo Inácio tomou posse do novo mandato como Presidente de Câmara

Paulo Alexandre

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
Os novos órgãos autárquicos do concelho de Alcobaça tomaram posse do novo mandato no passado sábado, durante uma cerimónia que decorreu no Mosteiro de Santa Maria de Alcobaça.

O social-democrata obteve maioria absoluta nas eleições autárquicas de 1 de outubro, com 43,98% dos votos.

11.956 eleitores votaram na continuação de Paulo Inácio, dando-lhe, a maioria absoluta que tinha deixado escapar nas eleições de 2013.

“Ao assumir estas funções sinto a plenitude da responsabilidade de representar uma comunidade e um território com pergaminhos históricos singulares”.

Com um dos maiores territórios do país (408 km2), entre a serra e o mar, o concelho foi, nos últimos dias, fortemente afetado pelos incêndios florestais, que destruiu grande parte do pulmão verde no norte do concelho.

“Quero aqui reforçar que todo o concelho está solidário com estas populações, e que tudo faremos pela defesa dos seus superiores interesses junto do Estado Português”.

Na União de Freguesias de Pataias e Martingança arderam mais de 2,800 mil hectares de floresta, a maioria de propriedade privada, “o que tem impacto, sem paralelo, nas nossas gentes. Conseguimos salvaguardar vidas humanas e residências permanentes, mas interessa salvaguardar o sustento e a paz de espirito” disse o autarca, que salientou o trabalho “heroico dos bombeiros e das nossas populações”.

O autarca falou, ainda, dos números da balança comercial, cujos dados apontam para um saldo positivo na ordem dos 150% , a melhor do Oeste. “Apresentamo-nos como um concelho competitivo, à escala global. A grande diversidade económica está a trilhar novos caminhos, e o município tem que estar atento” às novidades que começam a surgir nas “atividades na aérea metalúrgica e transformação agroindustrial”

“Temos que dar resposta aos novos desafios. A criação de empresas especializadas e valorização ambiental e energética. Só assim será manter o bom desempenho das empresas e a economia local saudável e sustentável, o que se vê pelos dados do desemprego, bem abaixo da média nacional”.

A formação do potencial humano foi igualdade identificado como um fator criador de riqueza e para que esta “seja mais equitativamente distribuída”.

“Aguardamos a descentralização das competências anunciadas pelo Estado. Mas a verdadeira decentralização passa pelo respeito do estado pela carta europeia de autonomia do poder local” sublinhou Paulo Inácio, que falou dos seus planos para os próximos 4 anos.

“O Município tem o plano estratégico para executar, assente em 9 eixos: investigação, desenvolvimento e inovação; competitividade e internacionalização da economia regional; desenvolvimento do potencial humano, promoção e dinamização da empregabilidade, fortalecimento da coesão social e territorial, afirmação da sustentabilidade de recursos afirmação da sustentabilidade dos territórios; reforço da capacitação das entidades profissionais; e o reforço da rede urbana”.

Para a consolidação destes eixos, “a politica de saúde” foi, igualmente, destacada pelo autarca como um fator de afirmação do território.

Demos um salto qualitativo nas estratégias de saúde. Da ameaça de encerramento, passamos a ter um hospital de maior qualidade, sob gestão do Hospital Leiria. Mantém-se a exigência do reforço do corpo médico estável, necessário e suficiente. Realizamos, através de acordo da ARSLVT, melhorias nas infraestruturas existentes, seguir-se-ão os restantes” do concelho na rede de cuidados de saúde primários.

Na educação, a Carta Escolar ficará concluída com a construção dos centros escolares da Cela, Alfeizerão, Turquel e Pataias, “na proporcionalidade aos registos demográficos do concelho”.

“Estas politicas sociais e outras implementadas só são possíveis na ocorrência da sustentabilização económica do Município, que não está concluído”, mas no bom caminho.

O PS também subiu a votação, tendo chegado aos 21,58% , com 5.866 votos, mais 619 votos do que nas últimas eleições autárquicas, mantendo os dois vereadores no executivo, elegendo Cláudia Vicente e César Santos.

Para além do novo executivo camarário, também tomaram posse os eleitos à Assembleia Municipal.

O PSD venceu com 40,49% dos votos a corrida à liderança a este órgão autárquico. Seguiu-se o PS, com 22,9% , CDS-PP, com 15,33% , CDU, com 8,21% , BE, com 3,54% , e PDR, com 0,94% .

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Artigos Relacionados