Q

Previsão do tempo

18° C
  • Monday 17° C
  • Tuesday 18° C
  • Wednesday 20° C
18° C
  • Monday 19° C
  • Tuesday 22° C
  • Wednesday 24° C
20° C
  • Monday 19° C
  • Tuesday 24° C
  • Wednesday 25° C

“Do Baú para o Mundo” em peças de joalharia e acessórios com Chita de Alcobaça.

Paulo Alexandre

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
Realizou-se a 6 de dezembro, no Hotel Real Abadia, Congress and SPA Hotel, o evento “Do Baú para o Mundo”, que apresentou peças de joalharia contemporânea, da autoria de Conceição Cabral e acessórios de moda da Mimos&Mimices, que utiliza a Chita de Alcobaça como principal recurso e matéria têxtil.

Baseado num conceito que conjuga a contemporaneidade e tradição em torno do tradicional tecido Chita de Alcobaça, o evento “Do Baú para o Mundo” impõe-se a partir de uma ideia original da artista plástica Conceição Cabral com a parceria da Mimos&Mimices – Pontinhos de Alcobaça.

A Chita de Alcobaça é um tecido tradicional que faz parte da cultura popular portuguesa. Atualmente verifica-se uma forte tendência para apreciar e recuperar objetos, artigos e hábitos, que nos transportam diretamente para a nossa infância e nos avivam as memórias de tempos passados, permitindo-nos relembrar momentos, locais por onde passámos, pessoas e um sem fim de ícones que nos falam direta e particularmente, com os quais nos identificamos e revemos.

O mercado da moda está cada vez mais em evidência e os consumidores cada vez mais exigentes e ávidos de novidades. Pensando nisso a artista plástica Conceição Cabral e a Mimos&Mimices uniram-se para recuperar a Chita de Alcobaça, atribuindo-lhe um novo design e novas funcionalidades.

Com esta iniciativa pretende-se recuperar uma imagem dos tempos já esquecidos no baú, demonstrando o potencial que a Chita de Alcobaça possuí, pela sua elegância intemporal conjugada com funcionalidades marcadamente modernas.

Sobre a Chita de Alcobaça

A Chita é um tecido de algodão estampado originário da Índia, inicialmente trazida para a Europa pelos Portugueses no século XV. Utilizada tanto para decoração como para vestuário a Chita viria a popularizar-se e a ter grande sucesso, pelo que nos finais do séc. XVII passou a ser fabricada em terras de Cister. Alcobaça passou assim, a ser considerada como um dos mais importantes centros de manufatura de fiação e tecelagem de algodão no país.

A tradicionalmente Chita de Alcobaça caracteriza-se pelo recurso a padrões tradicionais estereotipados muito coloridos que se desenvolvem em riscas largas com decoração variada. Os motivos variam consoante a época e as influências, podem encontrar-se flores, animais, ânforas, figuras humanas, cornucópias, frutas exóticas e até rostos da realeza, como o de D. Luís I e D.ª Maria Pia.

Apesar de ter caído em desuso ao longo do tempo, as chitas foram-se mantendo no imaginário coletivo e atualmente estão muito em voga, sobretudo nos acessórios de moda. Inovar e criar novos conceitos para a Chita é um dos objetivos deste evento, ao mesmo tempo que apresenta a todos os presentes uma perspetiva diferenciada e multifuncional conjugando-a com novas criações artísticas como a Moda e a Arte, reafirmando a Marca Chita de Alcobaça à volta dos seus valores de contemporaneidade e inovação.

Sobre Conceição Cabral

A artista plástica Conceição Cabral é luso-angolana, nasceu a 17 de setembro de 1968. Vive em Portugal desde os 6 anos e em Alcobaça há vários anos.

Especializou-se em vitrofusão e nas técnicas de kilcasting (escultura em vidro obtida através de deposição de casco de vidro em moldes de gesso refratário que vão ao forno a altas temperaturas) e de sandcasting (deposição de vidro líquido a 1200º em moldes de areia) para esculturas e objetos de uso utilitário e doméstico/decorativo.

Tem criado verdadeiras obras-primas nos últimos 20 anos, em artes onde o vidro é o material principal com associação a outros como a madeira, a pedra, os metais e a cerâmica.

Venceu a 5ª Bienal de Artes Plásticas da Marinha Grande em 2004 e teve menção honrosa na Bienal da Nazaré.

Representou Portugal na Bienal internacional de Vidro – European Glass 2010, na Dinamarca e no Festival de Arte da Lusofonia Macau 2011.

Sobre Mimos&Mimices – Pontinhos de Alcobaça Mafalda e Marta Alexandre são duas irmãs alcobacenses, que dos mais variados gostos e preferências que têm em comum, partilham especialmente o gosto pelo que é tradicional e característico do povo que é o seu, o Povo Português e o que é a Tradição, Cultura e História da cidade onde vivem, Alcobaça. Ambas com formação na área da Saúde, Psicologia e Terapia da Fala, decidiram aventurarem-se num projeto inovador, que representa acima de tudo a liberdade para criar e brincar com os “trapos”. São criadoras e proprietárias da marca Mimos&Mimices – Pontinhos de Alcobaça, onde criam artigos únicos e especiais feitos à mão, desde brinquedos, inúmeros artigos de utilidade têxtil e acessórios de moda. Paralelamente têm vindo a desenvolver diversos cursos e workshops na área da costura para adultos, mas onde se completam verdadeiramente é na concretização de workshops de costura criativa para crianças, onde incentivam à criatividade ao mesmo tempo que despertam interesses.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Artigos Relacionados

Banda Ya Voltagem anuncia Lançamento de Novo Single “Faz de Conta”

A banda de pop eletrónico Ya Voltagem anunciou a primeira e mais recente criação com o lançamento do novo single “Faz de Conta” para meados de maio. Faz de Conta gira em torno de uma história que retrata a incapacidade de amar por parte de duas pessoas “por não...

banda

Inaugurado o Museu das Máquinas Falantes

O Museu das Máquinas Falantes é, porventura, o mais recente projeto museológico português dedicado ao património sonoro, das telecomunicações e da radiodifusão. Inaugurado a 25 de abril de 2024, o Município de Alcobaça tornou pública e acessível uma fabulosa...

museu

Memórias e reflexões de Laborinho Lúcio no livro “A Vida na Selva”

"A Vida na Selva", uma viagem às memórias e histórias de Álvaro Laborinho Lúcio, que se confundem por entre lembranças de infância e palestras de autor, depois de uma carreira dedicada à magistratura e à política, foi apresentado, no passado sábado, dia 06 de...

laborinho