Q

Previsão do tempo

18° C
  • Thursday 26° C
  • Friday 31° C
  • Saturday 30° C
19° C
  • Thursday 32° C
  • Friday 38° C
  • Saturday 38° C
21° C
  • Thursday 33° C
  • Friday 38° C
  • Saturday 38° C

José Sócrates elogiou a atitude dos autarcas do Oeste

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
Mário Lino acompanhou Sócrates às Caldas da RainhaPrimeiro-ministro presidiu à cerimónia de assinatura de um acordo de cooperação institucional entre o Governo e os presidentes das CâmarasCarlos BarrosoO primeiro-ministro, José Sócrates elogiou a atitude dos autarcas do Oeste e da Lezíria por terem optado por elaborar um plano alternativo ao abandono da Ota como local […]
José Sócrates elogiou a atitude dos autarcas do Oeste

Mário Lino acompanhou Sócrates às Caldas da RainhaPrimeiro-ministro presidiu à cerimónia de assinatura de um acordo de cooperação institucional entre o Governo e os presidentes das CâmarasCarlos BarrosoO primeiro-ministro, José Sócrates elogiou a atitude dos autarcas do Oeste e da Lezíria por terem optado por elaborar um plano alternativo ao abandono da Ota como local para o aeroporto de Lisboa, em vez de apenas se queixarem.O programa prevê 120 projectos, a concluir até 2017. Entre as obras, destacam-se a construção de um grande hospital nas Caldas da Rainha ou em Alcobaça e a requalificação ou construção de raiz de um outro em Torres Vedras. Estão também previstos Centros de Saúde, postos da GNR e novas estradas. A rede ferroviária será melhorada e Rio Maior terá uma estação do TGV. É um investimento de 2.100 mil milhões de euros.Durante a cerimónia José Sócrates elogiou a atitude das autarquias, porque “deram uma lição à classe politica do país”.

“Não vi como em outras ocasiões no nosso país, nem queixume, nem azedume, nem frustração, nem recriminação. O que eu vi foi uma atitude positiva de quem quer arregaçar as mangas e construir uma alternativa para o desenvolvimento do Oeste. Sublinho a grandeza desta atitude política. É uma atitude que muito contribuiu para o engrandecimento da política em Portugal”.José Sócrates falou na sede da Associação de Municípios do Oeste (AMO), nas Caldas da Rainha onde presidiu à cerimónia de assinatura de um acordo de cooperação institucional entre o Governo e os presidentes das Câmaras, depois de os autarcas e o Governo, sob a coordenação do ministro das Obras, terem elaborado, desde Fevereiro um programa de acção para a região que contempla a realização de 120 projectos, até 2017.Os projectos, 59 da iniciativa do Governo e 61 dos municípios, constituem o programa e acção para o Oeste, já aprovado em Conselho de Ministros e publicado em Diário da República, totalizando 2,1 mil milhões de euros.“Durante anos a região suportou os custos directos de um grande projecto de desenvolvimento que acabou por não se realizar e isso teve um custo directo e mensurável”, reconheceu o primeiro-ministro.“É de elementar justiça que o Estado faça um especial esforço para promover projectos que, em conjunto, possam estruturar uma nova perspectiva e uma alternativa para o desenvolvimento”, sustentou.Os principais projectos foram apresentados através do visionamento de filmes e destacam-se a construção do Hospital Oeste-Norte, remodelação ou construção de um novo hospital a Oeste-Sul, a criação da Agência Regional de Energia e Ambiente, requalificação urbana de oito Municípios, construção de cinco postos da GNR, uma nova esquadra da PSP para o Cartaxo, foram alguns dos projectos anunciados. A realização de um diagnóstico às necessidades de formação da região, parques e centros de negócios em cinco Municípios e a modernização da Linha do Oeste, entre a Figueira da Foz e Cacém, e a estação do TGV em Rio Maior, também constam do programa de acção, que fala ainda de uma intervenção na Lagoa de Óbidos. Também estão previstos projectos que terão impacto na rede de escolas, agricultura e turismo. Será criada uma comissão de acompanhamento através da qual o Governo pretende assegurar que não ocorrem derrapagens financeiras. O primeiro-ministro exortou à concretização do programa afirmando que “muitas vezes os planos falham na execução e no nosso país há uma grande cultura de concepção e uma cultura menos exigente à execução”.Já o ministro das Obras Públicas garantiu que os custos do acordo de compensação vão ser repartidos por “um conjunto de fontes de investimento”, desde o orçamento do Estado, fundos comunitários, financiamento das autarquias e investimento privado. Os projectos são da iniciativa do Governo e das autarquias e visam “levar aquela região a um novo patamar de desenvolvimento”, disse o ministro Mário Lino. O governante com a tutela dos Transportes e Obras Públicas quis destacar, na cerimónia de assinatura, a qualidade do projecto e a colaboração dos autarcas.“Eu julgo que está bem feito. Agora, mãos à obra para bem da região”, concluiu Mário Lino.Os concelhos abrangidos pelo programa de acção são Alcobaça, Alenquer, Arruda dos Vinhos, Bombarral, Cadaval, Caldas da Rainha, Lourinhã, Nazaré, Óbidos, Peniche, Sobral de Monte Agraço e Torres Vedras do Oeste e Santarém, Cartaxo, Azambuja e Rio Maior da Lezíria do Tejo.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Artigos Relacionados

Quercus atribui Qualidade de Ouro a duas praias do concelho da Nazaré

A associação divulgou a lista das 440 praias com “Qualidade de Ouro”, um valor nunca antes alcançado na história deste galardão que avalia a qualidade das águas balneares nacionais, estando as duas praias costeiras do concelho da Nazaré integradas no ranking de...

245416536 4319795401408206 1376882044721136776 n

Apreensão de 710 quilos de pescada subdimensionada

A Unidade de Controlo Costeiro (UCC), através do Subdestacamento de Controlo Costeiro da Nazaré, no dia 10 de maio, apreendeu 710 quilos de pescada subdimensionada, na Nazaré. No âmbito de uma ação de fiscalização destinada ao controlo das regras de captura,...

pescada