Q

Previsão do tempo

18° C
  • Monday 22° C
  • Tuesday 23° C
  • Wednesday 23° C
18° C
  • Monday 26° C
  • Tuesday 27° C
  • Wednesday 27° C
18° C
  • Monday 28° C
  • Tuesday 28° C
  • Wednesday 29° C

Ovelhas e cabras mortas deixam populações assustadas

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
Famalicão, Raposos, Rebolo e Serra dos Mangues em alertaHá mesmo quem diga que “parece obra do demo”; “o que quer que mate os animais, não o faz por ter fome”, “se fosse um lobo, por que razão não comeria as suas presas já mortas?” Estas são as questões levantadas por muitas das pessoas que fizeram […]

Famalicão, Raposos, Rebolo e Serra dos Mangues em alertaHá mesmo quem diga que “parece obra do demo”; “o que quer que mate os animais, não o faz por ter fome”, “se fosse um lobo, por que razão não comeria as suas presas já mortas?” Estas são as questões levantadas por muitas das pessoas que fizeram chegar à redacção do Região da Nazaré as suas preocupações devido à morte de animais, sobretudo ovelhas e cabras em Famalicão, Raposos, Rebolo e Serra dos Mangues.

“O animal atacante tem de ser de grande porte”, afirmam alguns dos donos dos animais que apareceram mortos, “já que consegue cortar redes de protecção e atacar determinados animais, passando por patos, galinhas e outros animais de capoeira, sem lhes tocar e o mais surpreendente é que rasgou a garganta a duas ovelhas e não as comeu”.Alguns dos queixosos colocaram a hipótese de tratar-se de um lobo, devido aos sinais de força que deixa como vestígios da sua passagem. Tendo em conta que alguns dos animais foram mortos durante a mesma madrugada, mas em povoações diferentes, o lobo, ou cão selvagem, que tão bem sabe seleccionar as suas vítimas, terá de integrar uma alcateia ou matilha, para poder cobrir uma área tão vasta de território.Entre sorrisos nervosos, provocados pelo medo, e algum desalento devido ao prejuízo, alguns agricultores foram adiantando que talvez fosse “obra daqueles cães vadios que andam lá pelo porto de abrigo” e que percorrem as ruas da Nazaré, em grupo, na ânsia de arranjar comida.Segundo a Veterinária Municipal de Alcobaça, estes casos de ataques a animais como ovelhas e cabras na jugular estão estudados: trata-se de um comportamento instintivo de matilha, formada por cães errantes ou vadios; alertou ainda para o facto de se tratar não só de um problema de saúde pública, mas também de um perigo iminente, já que estas matilhas podem atacar também seres humanos.A verdade é que o problema existe e foi colocado durante a reunião ordinária da Assembleia Municipal, pela voz do deputado municipal da bancada do GCI (Grupo de Cidadãos Independentes) Orlando Rodrigues, ao que o presidente da Câmara respondeu que as pessoas cujos animais apareçam mortos, nestas circunstâncias, deverão dirigir-se à GNR e contar o sucedido para que se possa proceder à averiguação.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Artigos Relacionados

Quercus atribui Qualidade de Ouro a duas praias do concelho da Nazaré

A associação divulgou a lista das 440 praias com “Qualidade de Ouro”, um valor nunca antes alcançado na história deste galardão que avalia a qualidade das águas balneares nacionais, estando as duas praias costeiras do concelho da Nazaré integradas no ranking de...

245416536 4319795401408206 1376882044721136776 n

Apreensão de 710 quilos de pescada subdimensionada

A Unidade de Controlo Costeiro (UCC), através do Subdestacamento de Controlo Costeiro da Nazaré, no dia 10 de maio, apreendeu 710 quilos de pescada subdimensionada, na Nazaré. No âmbito de uma ação de fiscalização destinada ao controlo das regras de captura,...

pescada