Q

Previsão do tempo

19° C
  • Monday 22° C
  • Tuesday 20° C
  • Wednesday 20° C
19° C
  • Monday 24° C
  • Tuesday 22° C
  • Wednesday 21° C
22° C
  • Monday 24° C
  • Tuesday 22° C
  • Wednesday 20° C

Maçã de Alcobaça com quebra de 30% devido às altas temperaturas

Paulo Alexandre

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
A maçã de Alcobaça registou este ano uma quebra de 30% na produção, devido às elevadas temperaturas que reduziram a colheita a 40 milhões de toneladas do fruto com Indicação Geográfica Protegida (IGP).

Dos 50 milhões de quilos que os produtores de maçã de Alcobaça estimavam colher este ano, apenas foram produzidos “40 milhões de quilos, na maioria com calibres mais pequenos do que os habituais”, disse à agência Lusa Jorge Soares, presidente da Associação do Produtores de Maçã de Alcobaça (APMA).

A “quebra de 30% ” na produção da maçã deveu-se “às elevadas temperaturas registadas no Verão, que impediram a maçã de crescer”, explicou o mesmo responsável.

Acima dos 35 graus, “a maçã não cresce tanto e, se atingir os 38 graus, para por completo”, adiantou Jorge Soares, sublinhando que essas temperaturas penalizaram, sobretudo, “as qualidades [de maçã] Fuji, com quebras superiores a 40% , e Royal Gala, com quebras a rondar os 37% ”.

Ainda assim, “apenas o calibre da fruta foi afetado”, mantendo-se “o sabor e a dureza” característicos da maçã qualificada como IGP – Indicação Geográfica Protegida desde 1994.

Apesar da quebra, a APMA estima que a comercialização da maçã de Alcobaça movimente “entre 35 a 40 milhões de euros”, dos quais a maior tranche deverá corresponder ao mercado nacional, devendo a exportação “descer dos 27% [na anterior campanha] para entre 10 a 15% ”.

Inglaterra, Brasil, Irlanda, Emirados Árabes Unidos, Cabo Verde e Angola vão manter-se como os principais países para onde a maçã de Alcobaça será exportada.

A maçã de Alcobaça é produzida num sistema de produção integrada, com controle da qualidade e do equilíbrio do meio ambiente.

Inicialmente foi reconhecida uma área geográfica abrangendo os concelhos de Alcobaça, Nazaré, Óbidos, Caldas das Rainha e Porto de Mós. Posteriormente, a área foi alargada a Batalha, Bombarral, Cadaval, Leiria, Lourinhã, Marinha Grande, Peniche, Rio Maior e Torres Vedras.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Artigos Relacionados

A maçã de Alcobaça é a que consome menos água a nível europeu

A produção da Maçã de Alcobaça faz uso eficiente da rega. Em média, 60 litros de água dão para cultivar um quilo de maçãs de Alcobaça. Em Espanha, para produzir um quilo do mesmo fruto são precisos 250 litros de água. “Somos a região da Europa, claramente, que usa...

maca

Real Abadia Congress & Spa Hotel comemora o 9º aniversário

O Real Abadia Congress & Spa Hotel está a comemorar o seu 9º aniversário.  Depois de dois anos em que o sector do turismo sofreu um forte abrandamento, a direção unidade, inaugurada em 2013, quer olhar para o futuro com confiança, e está fortemente...

real

Miramar investe 3 milhões de euros no agroturismo em Évora

O Grupo Miramar, da Nazaré, investiu 3 milhões na aquisição da Quinta do Louredo no concelho de Évora. O empresário Serafim Silva, responsável pelo grupo, explicou ao jornal de Leiria que em causa está um investimento de cerca de três milhões de euros num...