Q

Previsão do tempo

11° C
  • Sunday 15° C
  • Monday 14° C
  • Tuesday 16° C
11° C
  • Sunday 15° C
  • Monday 14° C
  • Tuesday 16° C
12° C
  • Sunday 15° C
  • Monday 13° C
  • Tuesday 16° C

Detido suspeito de assaltos a bancos e estações dos CTT

JL

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
Foi detido na Nazaré um homem suspeito de ter realizado mais de uma dezena de assaltos a bancos e estações dos Correios, da Região.

Em comunicado, a Diretoria do Centro da PJ, informa que os crimes foram cometidos entre meados de julho e o passado dia 25, tendo o arguido, um homem de 47 anos, assaltado “várias agências bancárias e estações de correios, nomeadamente nas localidades de Juncal, Évora de Alcobaça, Caranguejeira, Maceira Liz, Alfeizerão e Cela”.

A junta de Freguesia da Cela foi o último espaço que o indivíduo, agora detido, assaltou. O caso ocorreu no passado dia 25 de setembro, perto das 11h40 e rendeu ao individuo 270 euros.

O presidente da Junta de Cela, Paulo Mateus, informou que “foi a primeira vez que a junta de freguesia foi assaltada à mão armada”, declarou, referindo que o assaltante “apontou a pistola à funcionária, que deixou levar os valores, encontrando-se abalada com o sucedido”.

O detido, com antecedentes criminais, “atuava sozinho, usando uma meia de senhora e óculos escuros para ocultar o rosto”, segundo informações da PJ, adiantando que nas diligências foram “apreendidos uma arma de fogo de calibre 7,65 mm, um veículo automóvel, bem como alguns disfarces usados na prática dos crimes”.

Na investigação colaborou o Departamento de Leiria da PJ.

Fonte da Diretoria do Centro da PJ, adiantou que o arguido, com residência em Pataias, concelho de Alcobaça, e comercial de profissão, foi detido na Nazaré, “num momento em que caminhava na rua”.

“Foi julgado e condenado por burla, cumpriu pena e estava em liberdade condicional”, afirmou a mesma fonte.

Este responsável esclareceu que dos dez roubos atribuídos ao arguido duas são tentativas à agência do BIC, em Juncal, concelho de Porto de Mós.

“Neste banco, o indivíduo consumou um assalto e voltou mais duas vezes, mas os funcionários reconheceram-no e não abriram a porta”, declarou.

No caso do assalto à agência Millennium BCP na Caranguejeira, Leiria, a fonte da Judiciária referiu que, sob ameaça de arma de fogo, o assaltante exigiu às funcionárias a abertura do cofre, o que, por qualquer razão, não sucedeu.

“Então, obrigou cada uma das funcionárias a fazer no Multibanco da agência um levantamento da respetiva conta pessoal do montante máximo permitido e ficou com esse dinheiro”, acrescentou.

O mesmo responsável destacou que a arma utilizada nos assaltos “estava funcional, tinha munições”.

“Felizmente, foi detetado a tempo quando estava a preparar mais assaltos”, declarou.

O arguido vai ser presente a primeiro interrogatório judicial para a eventual aplicação de outras medidas de coação.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Artigos Relacionados

Um casal fez-se passar por oficiais da GNR já foi detido

Um homem com 34 anos e uma mulher de 38 anos de idade, residentes na Benedita, foram detidos pela PSP de Leiria, no passado dia 24 de outubro, pela prática dos crimes de abuso de designação, sinal ou uniforme. O casal andaria a fazer-se passar por Oficiais da GNR,...

casal

Maior rede de tráfico de droga do Oeste foi desmantelada pela GNR

O Núcleo de Investigação Criminal de Caldas da Rainha da GNR deteve quatro homens e três mulheres que ligados à “maior rede de tráfico de droga da região Oeste”, liderada por um casal de Rio Maior, numa operação em que foram apreendidos mais de cem mil euros em...

gnr

Apreensão de 360 quilos de pescada subdimensionada

A Unidade de Controlo Costeiro (UCC), através do Subdestacamento de Controlo Costeiro da Nazaré, apreendeu, no passado dia 26 de outubro, na Nazaré, 360 quilos de pescada branca subdimensionada. A apreensão ocorreu no âmbito de uma ação de fiscalização levada a...

pescada