Q

Previsão do tempo

13° C
  • Tuesday 17° C
  • Wednesday 19° C
  • Thursday 18° C
14° C
  • Tuesday 19° C
  • Wednesday 21° C
  • Thursday 19° C
10° C
  • Tuesday 18° C
  • Wednesday 21° C
  • Thursday 19° C

Mais valia estarem calados…

Clara Bernardino

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
Às vezes, há momentos em que falar sai caro. Isto apesar de não se pagar, ainda, imposto por falar. Apesar de estarmos cansados de impostos e já não aguentarmos com a “canga” que o Governo nos põe às costas, há certos senhores do governo (e não só!) que deveriam pagar imposto sobre a idiotice, a falta de sensibilidade, o autoritarismo e quem sabe até pelo “desamor” ao próximo. O nome de cada um destes impostos caberia ao Ministério das Finanças escolher, já que tem muito mais criatividade do que nós.

Talvez haja uma razão para ainda não terem criado nenhum destes impostos, pois se o fizessem seriam eles (políticos e representantes de instituições que merecem todo o nosso respeito) a pagá-los e, deste modo, ficavam sem sustento para o resto do mês. Vejamos: se as taxas e sobretaxas se acumulassem quando se diz mais do que uma tontice por dia ao país, estamos certos de que o ordenado das cabeças iluminadas do Estado Português não chegaria até ao fim do mês… sim, até porque eles também deviam pagar as tontarias que dizem em duodécimos…

Depois de uma senhora, que é o rosto do Banco Alimentar, vir a público dizer que um português não pode comer um bife por dia, vem o Primeiro Ministro dizer que o Ensino Secundário também deveria pagar propinas, e depois desdiz-se e contradiz-se, dizendo que o que disse não foi aquilo que todos ouvimos. O melhor é mesmo ficarem calados e fazerem como o Presidente da República: comunicam com o povo através do Facebook. E, como agora, quem não tem facebook, não é gente, os milhares de portugueses idosos que não sabem ler, nem escrever, não sabem navegar na net (pois no tempo deles, só se navegava no mar) deveriam estar dispensados de pagar impostos, pois esses já trabalharam de sol a sol uma vida inteira e, normalmente, calados, pois nesse tempo, quem dissesse idiotices, acabava no chilindró.

Mais valia estarem calados… ou então escreverem no facebook, só para os amigos lerem, mas eles devem ter, apenas, um grupo restrito de chupistas e lambe-botas que só serão amigos enquanto o poder durar. Por isso, ainda não acabaram com os meios de comunicação social de uma vez só: precisam que eles divulguem as idiotices para que os que são “info-excluídos” também possam ler, ver e ouvir.

Daqui a duas gerações de políticos, já os idosos de agora morreram todos e a nova geração de velhos já sabe navegar na net e já tem facebook e , aí, será tudo mais fácil, pois ninguém mais vai ouvir idiotices. Só lê-las. E só se quiser ser amigo desses senhores no facebook…

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Artigos Relacionados

Gala 30 Anos Jornal das Caldas

A noite de hoje é de festa! Assista em direto à Gala dos 30 anos do Jornal das Caldas, a partir das 20h30.

gala 30anos jornal caldas

A Homenagem e o Reconhecimento!

ANTÓNIO TRINDADE é a prova viva de que um Homem pode fazer a diferença, lutando por causas que entende como justas, apoiando os seus e nossos concidadãos às vezes. Tem ajudado sim e, às vezes parecendo estar sozinho…não, vai contando com o apoio de Amigos e de quem...

Espaço Jovem

Há cerca de um ano, Portugal iniciou o seu processo de vacinação para a Covid-19, e com ele foi-nos também inoculada uma falsa esperança de controlo pandémico. Apesar da elevada adesão ao programa de vacinação, que culminou com quase 90% da população vacinada, verificou-se uma democratização do receio de viajar, à exceção dos meses de veraneio, perpetuando, assim, uma situação de grande fragilidade no setor. Uma das consequências mais evidentes desse fenómeno verifica-se na hotelaria, que tem vindo a perder trabalhadores e que, em parte, se deve aos sucessivos avanços e recuos no combate à pandemia, não permitindo a criação de estabilidade e planos a médio e longo prazo.