Q

Previsão do tempo

12° C
  • Monday 13° C
  • Tuesday 13° C
  • Wednesday 13° C
12° C
  • Monday 12° C
  • Tuesday 14° C
  • Wednesday 14° C
12° C
  • Monday 12° C
  • Tuesday 13° C
  • Wednesday 14° C

24ª Mostra Internacional Doces & Licores Conventuais regressa ao Mosteiro

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
De 17 a 20 de novembro, Alcobaça estará, uma vez mais, no mapa internacional dos eventos gastronómicos de excelência. A 24.ª edição da Mostra Internacional de Doces e Licores Conventuais de Alcobaça “tem como novidade o alargamento do espaço de exposição para três salas do novo hotel, no Claustro do Rachadouro”, segundo informou o presidente […]

De 17 a 20 de novembro, Alcobaça estará, uma vez mais, no mapa internacional dos eventos gastronómicos de excelência.

A 24.ª edição da Mostra Internacional de Doces e Licores Conventuais de Alcobaça “tem como novidade o alargamento do espaço de exposição para três salas do novo hotel, no Claustro do Rachadouro”, segundo informou o presidente da Câmara de Alcobaça, Hermínio Rodrigues.

Alcobaça tem, na Doçaria Conventual, um legado riquíssimo, herdeiro das tradições gastronómicas dos monges e monjas de Cister, senhores dos antigos Coutos de Alcobaça com mais de oito séculos de ocupação na região.

Permanecem até aos dias de hoje as famosas cornucópias, o Pão-de-Ló de Alfeizerão, as trouxas de ovos, a Ginja de Alcobaça, entre muitas outras delícias de tradição conventual.

Das cornucópias de Alcobaça, aos Ovos Moles de Aveiro, passando pelo D. Rodrigo, de Portimão, ou pelo Pudim Abade de Priscos, de Braga, a doçaria conventual nacional e internacional faz-se representar em peso na mostra, onde marcam também presença os licores de várias regiões do país e a cerveja belga dos monges de Herkenrode.

A 24.ª edição irá contar com a maior presença de sempre de Mosteiros Cistercienses, com a representação das comunidades de São Bento da Porta Aberta, do Mosteiro Trapista de Santa Maria Mãe da Igreja (Palaçoulo), do Mosteiro Cisterciense de Boa Vista (Brasil) e do Monasterio Cisterciense de Nuestra Señora de Alconada (Espanha). Estarão ainda presentes os monges beneditinos de São Bento de Singeverga (Santo Tirso), as irmãs Clarissas do Mosteiro do Santíssimo Sacramento do Louriçal e as Monjas Carmelitas Descalças da Ordem da Virgem Maria do Monte Carmelo, Mosteiro de Bande, Paços de Ferreira.  De França, haverá uma representação dos chocolates feitos no Mosteiro Cisterciense Lábbey Notre-Dame d’Igny, pela delegação de Aubergenville (França), cidade geminada com Alcobaça.

A doçaria, compotas e licores produzidos pelas ordens religiosas estarão presentes na Sala do Capítulo pela primeira vez, mantendo-se os outros expositores nos espaços habituais, como o Refeitório e a Sala dos Monges. Porém, este ano,  a Mostra será alargada a três salas do Claustro do Rachadouro (onde está instalado o Hotel Montebelo – Mosteiro de Alcobaça Historic Hotel), dedicadas aos licores conventuais, aos chocolates e cerveja belgas, à Escola Profissional de Agricultura e Desenvolvimento Rural de Cister e ao showcooking, cujo programa conta com a presença da prof. Conceição Calhau, do chef Ricardo Raimundo, do dr. João Ribeiro, do chef Nelson Félix, do chef Flávio Silva, do autor Virgílio Gomes, das especialistas Madalena Lordela, Fernando Correia, Miguel Oliveira, Paula Alves, Catarina Saraiva, Ana Branco e Graça Salteiro.

O Claustro do Rachadouro transformar-se-á ainda num palco de excelência, com concertos musicais das bandas filarmónicas, orquestras e associações culturais do concelho de Alcobaça.

A mostra será ainda marcada pelos concursos de melhor doce, melhor licor e melhor compota conventual.

O espetáculo de vídeo mapping “Terra de Paixão”, que será projetado ao longo de toda a fachada do Mosteiro de Santa Maria, é sem dúvida um dos grandes destaques da edição.

O Mosteiro volta a ser a “tela” de uma experiência visual inesquecível, com quatro sessões diárias, onde 20 milhões de pixéis de luz vão colorir os 200 metros de comprimento da fachada do Mosteiro.  Para criar esta projeção foram precisas mais de 25 mil imagens individuais e três meses de produção. Um espetáculo histórico, mas com fantasia e também com apresentação do dinamismo e inovação empresarial da região.

A mostra resulta de um investimento de 125 mil euros e as entradas vão manter-se ao preço de um euro.

A expectativa da autarquia é de que, ao longo de quatro dias, a Mostra de Doces e Licores Conventuais ultrapasse os 30 mil visitantes.

Horário da Mostra

17.11.202: 15h00 às 23h00

18 e 19.11.22 – 10h30 às 23h00

20.11.22 – 10h30 às 22h00

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Artigos Relacionados