Q

Previsão do tempo

18° C
  • Thursday 22° C
  • Friday 22° C
  • Saturday 20° C
19° C
  • Thursday 24° C
  • Friday 24° C
  • Saturday 24° C
23° C
  • Thursday 24° C
  • Friday 23° C
  • Saturday 23° C

A Homenagem e o Reconhecimento!

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
ANTÓNIO TRINDADE é a prova viva de que um Homem pode fazer a diferença, lutando por causas que entende como justas, apoiando os seus e nossos concidadãos às vezes. Tem ajudado sim e, às vezes parecendo estar sozinho…não, vai contando com o apoio de Amigos e de quem lhe está reconhecido pela ajuda que lhes […]

ANTÓNIO TRINDADE é a prova viva de que um Homem pode fazer a diferença, lutando por causas que entende como justas, apoiando os seus e nossos concidadãos às vezes. Tem ajudado sim e, às vezes parecendo estar sozinho…não, vai contando com o apoio de Amigos e de quem lhe está reconhecido pela ajuda que lhes deu, muitas e muitas pessoas, incluindo muitas ligadas ao mar.

No seu percurso recente, eu próprio testemunho isso na primeira pessoa, pois estava lá, na equipa dele ou em equipas só aparentemente diferentes, expostos publicamente ou mais discretos. Desde que nos conhecemos (mais de 20 anos) há uma empatia natural que evoluiu para a amizade, assente no respeito, na comunhão de causas e valores, dos que levaram homens livres a vencer as probabilidades.

Alguns estranharam, outros entenderam. Fico-me pelos que compreenderam, pois a amizade depende do respeito e das causas que partilhamos. São os valores, os ideais, o sentido de justiça, a noção de causa pública, e os valores democráticos, que António Trindade tem feito por defender na sua vida anos, não no abstrato como alguns, mas em concreto, em nome de quem representa.

A nossa entreajuda e comunhão de causas foi sólida, mesmo em lados opostos (?). Sim, sempre estivemos do mesmo lado na vontade em ‘fazer o que está certo’ (não o que convém), a lutar pelo rigor e pelas boas práticas. Senti que o devia acompanhar nessa luta pela causa pública e justiça, pelos interesses comuns, não pelos pessoais, motivações nem sempre bem vistas por outros atores políticos, que tentaram barrar o caminho.

A vida é feita destas coisas. Aprende-se muito ao passar por adversidades e confrontos com quem está menos motivado na defesa desses valores. Foi nessa frente que lutámos. E isso faz-nos crescer!

Sobre o seu longo percurso, rico de experiências, emoções e lutas por causas públicas ou políticas, só ele pode testemunhar como as viveu, com derrotas e sucessos, surpresas e ilusões, esperança e desilusão. Afinal, só se nos deixarem é que um Homem pode fazer verdadeiramente a diferença.

As lutas travadas valem sempre a pena quando são por causas justas. Elas próprias fazem sentido como exemplo e aprendizagem pessoal, mesmo quando boicotadas. Mesmo assim, António Trindade tem obra feita: a estátua à Mãe Nazarena (uma homenagem de todos os nazarenos às suas mães), o novo edifício da Junta de Freguesia da Nazaré (uma luta onde poucos meios deram grandes frutos), várias medidas de defesa dos nazarenos, como Presidente de Junta e como Vereador da Câmara, ora de forma mais visível, ora menos visível, pois foi muitas vezes abafada. Mas eu sei, eu estava lá, eu vi.

Agradeço a António Trindade o seu contributo em prol da nossa comunidade, e também a confiança que me levou à política, com tudo de bom e de mau, período que me trouxe mais clareza e robustez pessoal. Vale a pena lutarmos pelas causas mais justas, mesmo se ficarmos sozinhos a ‘remar contra a maré’ (sim, sozinhos, como aconteceu às vezes, e como foi o caso do ‘processo das águas’).

Por acreditarmos em algo melhor para a população, Mesmo quando vencidos, vale a pena lutar.

Só a população perdeu com outros atores a defenderem outras opções. Isso também faz parte da vida.

Como testemunho pessoal, com conhecimento de causa porque estava lá, expresso o reconhecimento a António Trindade pelo que fez e pelo que tentou fazer, mesmo bloqueado no palco político por quem não deixou fazer, e na sua vida pessoal e profissional ao ajudar tantos concidadãos. Vale sempre a pena lutar pelas causas mais nobres e mais justas a cada momento, a melhor Herança que deixamos.

Trindade apresentou-se como Homem do Povo a lutar por causas públicas justas pelos seus concidadãos.

Quanto valemos nós? Valemos pelas causas defendidas, pela reputação do nome e pela memória.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Últimas

Artigos Relacionados

Cinco missões para um Portugal Inteiro

No ano em que celebramos o cinquentenário do 25 de Abril, é com orgulho e humildade que nos dirigimos ao povo português para partilhar de forma clara e firme a visão que temos para Portugal, os objetivos que perseguiremos e as medidas que implementaremos. Com...

Presunção e água benta não rima com hipocrisia e mentira

António Costa, depois de em 2014 trair António José Seguro e os socialistas que o acompanhavam, como por exemplo o “Brilhante” lambe botas, perdeu eleições e ao seu jeito hipócrita e mentiroso, foi governar criando uma geringonça que lhe deu colinho salvando-lhe a...

graciano