Q

Previsão do tempo

24° C
  • Monday 24° C
  • Tuesday 26° C
  • Wednesday 25° C
24° C
  • Monday 28° C
  • Tuesday 31° C
  • Wednesday 31° C
27° C
  • Monday 29° C
  • Tuesday 32° C
  • Wednesday 31° C

Empresa da Nazaré disponibiliza produto tradicional no mercado

JL

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
O Carapau Seco e Enjoado da Nazaré chegou aos consumidores, de norte a sul do país, através de uma nova aposta da empresa Luís Silvério e Filhos.

O Carapau Seco e Enjoado da Luís Silvério & Filhos, S.A. recupera as raízes culinárias de Portugal e pretende permitir a confeção de pratos culinários ancestrais com total segurança.

O produto, conhecido por intermédio das peixeiras que se encontram diariamente no estendal do Museu (VIVO) do Peixe Seco da Nazaré, passa, agora, a ser também produzido e comercializado em maior escala por esta empresa dedicada à produção, transformação, congelação e comercialização de pescado, e que recentemente abriu uma moderna unidade fabril na Área de Localização Empresarial de Valado dos Frades.

De acordo com a empresa, o processo de produção desta iguaria recorre ao saber transmitido de geração em geração, mas agora suportado por processos produtivos seguros, o que permite colocar no mercado um produto 100% fiável, com todo o sabor e textura típicos.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Artigos Relacionados

Real Abadia Congress & Spa Hotel comemora o 9º aniversário

O Real Abadia Congress & Spa Hotel está a comemorar o seu 9º aniversário.  Depois de dois anos em que o sector do turismo sofreu um forte abrandamento, a direção unidade, inaugurada em 2013, quer olhar para o futuro com confiança, e está fortemente...

real

Miramar investe 3 milhões de euros no agroturismo em Évora

O Grupo Miramar, da Nazaré, investiu 3 milhões na aquisição da Quinta do Louredo no concelho de Évora. O empresário Serafim Silva, responsável pelo grupo, explicou ao jornal de Leiria que em causa está um investimento de cerca de três milhões de euros num...

Open Days do Emprego revela que “faltam pessoas para trabalhar”

Célia Roque, diretora do Centro de Emprego de Oeste Norte (que abrange sete concelhos), considerou no Open Days do Emprego, que decorreu na Expoeste, nas Caldas da Rainha, que um dos fatores mais críticos da região é a “falta de pessoas para trabalhar”. “É um...

emprego 1