Q

Previsão do tempo

14° C
  • Wednesday 16° C
  • Thursday 16° C
  • Friday 13° C
15° C
  • Wednesday 18° C
  • Thursday 17° C
  • Friday 13° C
14° C
  • Wednesday 17° C
  • Thursday 17° C
  • Friday 12° C

Produtores de maçã de Alcobaça exigem mini Alqueva no Oeste

Paulo Alexandre

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
Jorge Soares, presidente da APMA – Associação dos Produtores de Maçã de Alcobaça aponta as alterações climáticas como a grande ameaça futura ao setor, que tem vindo a apresentar bons desempenhos e a conquistar o seu espaço de mercado.

“O grande desafio, e no qual nos temos envolvido junto dos agentes políticos, é o tema das eventuais alterações climáticas e o impacto na nossa região e na nossa atividade”, disse o dirigente e entrevista ao Jornal Económico.

De acordo com Jorge Soares “menos de 10% da água de rega dos pomares vem de obras públicas, ao contrário de qualquer região produtora de alimentos da Europa mediterrânica, enquanto mais de 90% vem do esforço individual de cada fruticultor, o que se traduz numa ineficiência generalizada da região e no único aspeto produtivo menos racional”.

A Associação recorda quem “sem água, não há vida, nem há produção de alimentos, e da água que se utiliza na agricultura nenhuma é consumida, apenas utilizada e devolvida à natureza e ao planeta em formas mais saudáveis (alimentos) e em água mais limpa (vapor de água)”.

Os dados da Associação indicam que 98% da água usada apenas na rega agrícola, é apenas usada para as fruteiras viverem a primavera e o verão, transpirando pelas folhas para se manterem vivas ao efeito do sol e consequentemente para protegerem e produzirem os alimentos que saciam a humanidade.

Como solução, defende-se a construção de armazenamentos de água que possam ser usadas todo o ano dando resposta em anos mais secos.

“Somos defensores de uma obra pública à dimensão de toda a região Oeste que permita continuar a fazer agricultura, consequentemente fruticultura racional e de precisão. Isto é, produzir alimentos com dignidade, pagando a água como é evidente”.

Alqueva é, hoje, um exemplo de revitalização da agricultura e de renovação de uma região agrícola.

“A região Oeste precisa e merece uma obra semelhante no princípio de gestão do recurso público água, mas com investimento de apenas de pouco mais de 20% daquela grandiosa obra do País”.

A Associação aponta a forma como se poderá assegurar recursos de rega na Região

“Tal é possível a partir do rio Tejo. Não será mais do que o Oeste receber do rio Tejo parte da água que o rio Tejo vem buscar ao Oeste”.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Artigos Relacionados

Nazaré tem PME de Excelência

As PME do concelho da Nazaré foram distinguidas com o selo PME excelência atribuído em novembro pela Agência para a Competitividade e Inovação (IAPMEI). As empresas galardoadas faturaram 11,955 milhões de euros, ou seja, mais 31,51%, e exportaram 3,6 milhões de...

pme

Canil municipal na Nazaré sem capacidade para mais animais

O canil municipal na Nazaré atingiu o limite da sua capacidade de acolhimento de animais e recebe diariamente apelos para a recolha de ninhadas ou de canídeos encontrados a deambular pelo concelho, com sinais de desorientação. Segundo o grupo de voluntários que...

canil 1