Q

Previsão do tempo

18° C
  • Tuesday 22° C
  • Wednesday 25° C
  • Thursday 23° C
18° C
  • Tuesday 25° C
  • Wednesday 30° C
  • Thursday 26° C
19° C
  • Tuesday 27° C
  • Wednesday 30° C
  • Thursday 27° C

Joaquim Pequicho não é candidato a novo mandato no PSD

JL

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
Joaquim Pequicho está disponível para dar contributos ao seu partido, mas não se coloca como candidato a novo mandato à frente da concelhia local do PSD.

O social-democrata diz-se favorável à renovação da estrutura e considera que existe um conjunto de militantes que tem dado provas da sua capacidade de liderança partidária.

“Temos que dar a possibilidade de outros poderem assumir lideranças. Os partidos são um espaço coletivo de cidadania e participação, no qual me sinto confortável, quer no papel de militante, dirigente e ou no papel de apoio a qualquer militante que tenha o sentido de assumir essa candidatura”.

As eleições do passado dia 5 de maio não se chegaram a realizar por formalidades regulamentares.

“Estamos numa fase de agendamento. E será comunicada em breve uma nova data para a realização das eleições”, assegura o social-democrata.

Não são conhecidos candidatos a liderança do PSD local, mas Joaquim Pequicho garante que existem soluções de liderança.

“Existe um número alargado de pessoas com qualidade e potencial para assumir a liderança do partido e conduzi-lo à vitória. Aproxima-se um ciclo eleitoral importante, com eleições europeias e legislativas”.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Artigos Relacionados

João Formiga anuncia candidatura à concelhia do PS Nazaré

João A. Portugal Formiga, Presidente da Junta de Freguesia da Nazaré, anunciou, nas redes sociais, que é candidato à presidência da concelhia local do Partido Socialista. “No panorama político atual, onde uma parte da direita e outra parte da esquerda, se têm...

joao formiga

Oposição unida contra alteração ao Regimento da Assembleia Municipal

A alteração ao Regimento da Assembleia Municipal da Nazaré que estipula o tempo atribuído a cada um dos eleitos gerou controvérsia e precisou do voto de qualidade do presidente daquele órgão para ser aprovado. PSD, CDU e Bloco de Esquerda votaram contra a proposta...

cmn