Q

Previsão do tempo

5° C
  • Saturday 11° C
  • Sunday 9° C
  • Monday 11° C
5° C
  • Saturday 11° C
  • Sunday 10° C
  • Monday 11° C
2° C
  • Saturday 11° C
  • Sunday 10° C
  • Monday 11° C

Bombom mais caro do mundo apresentado em Óbidos

Diogo Casimiro / Rita Damásio

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
O bombom mais caro do mundo (denominado por Glorious), certificado pelo Guiness, está avaliado em 7728 euros, foi produzido pelo chefe pasteleiro Daniel Gomes e esteve em apresentação no Festival Internacional de Chocolate de Óbidos.

Este bombom contém as especiarias mais caras do mundo, tais como chocolate negro equatorial, filamentos de açafrão, trufa branca, óleo de trufa branca, baunilha de Madagáscar e flocos de ouros. Este bombom é direcionado a um público exclusivo de mercado de luxo.

Quem comprar este bombom terá direito a um certificado de qualidade por parte da Swarovski, por todos os ingredientes utilizados. O bombom será embalado numa caixa de madeira lacada, contém uma campânula em cristal (realizada na Marinha Grande), forrada com 5500 cristais Swarovski, tem uma fita de ouro e uma pinça gravada com o nome do cliente a ouro.

O chefe Daniel não revelou quantas unidades já foram vendidas, mas confirma que terá compradores para pelo menos 1000 unidades. Este mesmo bombom já foi comercializado para alguns países tais como Dubai, Rússia, Angola, Brasil e Argentina.

O mestre chocolatier também comentou que o bombom a partir do momento em que sai da fábrica tem um controlo bastante rigoroso, para que se possa acompanhar a movimentação do bombom de hora a hora e a sua temperatura.

Daniel Gomes referiu que surgiu um convite por parte do “Porto Jóia” (evento de alta joalharia, que se realiza no Porto), para que fizesse algo relacionado com aquele evento, daí surgiu a ideia de produzir um bombom em forma de diamante, utilizando alguns dos ingredientes mais caros a nível mundial.

Festival com mais dois fins de semana

O Festival Internacional de Chocolate de Óbidos terá um prolongamento de mais dois fins de semana, durante o mês de abril. Esta é uma oportunidade para o público poder visitar o evento com “bom tempo”.

Segundo a organização, “as ‘alterações climáticas’, tema da edição deste ano, fizeram com que grande parte dos dias houvesse condições meteorológicas adversas, pelo que este prolongamento tem como objetivo proporcionar a todos uma visita mais ‘confortável’ ao evento”.

Esta décima sexta edição do festival começou a 23 de fevereiro e foi, numa primeira fase, até 18 de março. A segunda fase, depois das celebrações da Semana Santa, acontecerá de 13 a 15 e de 20 a 22 de abril. O evento estará aberto ao público de sexta-feira a domingo.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Últimas

Artigos Relacionados

Marcha do Orgulho com mais de 300 participantes

Realizou-se nas Caldas da Rainha, no dia 26 de junho, uma marcha em defesa da comunidade lésbica, gay, bissexual, transgénero e outras orientações de género, com mais de três centenas de manifestantes a rejeitarem serem discriminados e a reclamarem por condições...

marcha1

Arrancaram obras na linha férrea entre Caldas e Torres

A Infraestruturas de Portugal deu início, no dia 28 de junho, à empreitada de modernização do troço da Linha do Oeste entre Torres Vedras e Caldas da Rainha, após a assinatura do auto de consignação ter tido lugar na estação ferroviária de Caldas da Rainha, com a...

ferrovia