Q

Previsão do tempo

19° C
  • Tuesday 19° C
  • Wednesday 20° C
  • Thursday 22° C
19° C
  • Tuesday 20° C
  • Wednesday 24° C
  • Thursday 27° C
18° C
  • Tuesday 20° C
  • Wednesday 24° C
  • Thursday 27° C

Vila de Alfeizerão sem médicos motiva manifestação

Francisco Gomes

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
A população de Alfeizerão manifestou-se na manhã do passado dia 2 em frente ao centro de saúde da vila por causa da falta de médicos. Os utentes estão com exames por serem vistos e sem receitas.

As duas médicas destacadas na extensão de saúde de Alfeizerão estão de férias, após uma delas ter estado de baixa. Sem consultas, indignados, mais de cem utentes manifestaram-se, questionando a tutela sobre a razão de não haver substituição e reclamando uma solução “urgente”.

“Num dia temos médico e não temos administrativa. No outro temos administrativa, mas não há médico”, relatou o presidente da Junta de Freguesia de Alfeizerão, Leonel Ribeiro, contestando o facto de “a maior parte dos dias” a extensão de saúde se encontrar fechada.

A vila tem 3800 habitantes e mais de mil utentes estão inscritos nesta extensão de saúde. O autarca revelou que se deparou com “85 receitas por passar a pessoas que aguardam há mais de um mês”. Ele próprio é lesado: “Ando há mais de seis meses para mostrar o resultado de análises e tenho a medicação interrompida”.

Amélia Cunha tem 54 anos e precisa de medicamentos porque é diabética crónica, tem colesterol e é hipertensa. “Tinha consulta e a médica não apareceu. Tenho análises para mostrar e onde vou buscar os medicamentos? O meu pai também precisa de vir ao médico porque tem pedra no rim. Isto está bom é para as agências funerárias”, desabafou.

Adelaide Estrelado, de 72 anos, afirmou estar “à espera de uma consulta de ortopedia”, lamentando que “cada vez que a doutora está doente, mete baixa ou tem férias não há outra a substituí-la”.

António Saudade, de 78 anos, mostra-se inconformado: “Fiz exames e a médica não comparece para vê-los. É lamentável”.

Zaida Rebelo, de 48 anos, é doente oncológica e não tem conseguido realizar exames pedidos pelo Instituto Português de Oncologia, devido à falta de médico na extensão. A sua mãe, de 85 anos, sofreu um AVC no mês passado. “Teve alta há três semanas e desde essa altura que ando com ela para mostrar os exames. Chego ao hospital das Caldas da Rainha e dizem para ir ao médico de família”, contou.

Apenas em Setembro as atuais médicas regressarão de férias. O Agrupamento de Centros de Saúde do Oeste vai tentar atenuar o problema com a contratação de médicos a uma empresa de prestação de serviços.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Artigos Relacionados

Braga de novo “Brilhante” levantouo troféu da Euro Winners Cup

Futebol de Praia: ACD O Sotão ficou no 3º lugar da prova. Decorreu na praia da Nazaré de 8 a 16 de Junho, o Euro Winners Cup. O estádio do Viveiro Jordan Santos e campos adjacentes foram o palco de inúmeros jogos, nas vertentes masculinas e femininos. Na grande...

448561289 18440336599000110 8585624812273994783 n

O sonho tornou-se real e o NDFAC subiu à elite do andebol nacional

Andebol: Nazaré tem pela primeira vez uma equipa no Nacional da 1ª Divisão em seniores masculinos Em jogo da 10ª e última jornada da Fase Final do Campeonato Nacional da Divisão de Honra de Seniores Masculinos, o Nazaré Dom Fuas Andebol Clube de Paulo Félix perdeu...

img 2816 copiar 1 2500 2500

Polo de Saúde do Pinhal Fanheiro reabriu

O Polo de Saúde do Pinhal Fanheiro (Bárrio) reabriu, mas ainda sem vigilante pedido pela Coordenação de Saúde. O posto esteve fechado devido à falta de recursos humanos na área da segurança, e reabre ainda sem todos os mecanismos obrigatórios assegurados. Filipa...