Q

Previsão do tempo

19° C
  • Friday 18° C
  • Saturday 21° C
  • Sunday 25° C
19° C
  • Friday 20° C
  • Saturday 25° C
  • Sunday 29° C
20° C
  • Friday 21° C
  • Saturday 25° C
  • Sunday 29° C

Chuva do fim de semana encheu rios e fez estragos na zona baixa da Nazaré

JL

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
A chuva que caiu nos últimos dias fez encher rios mas não há registo de estragos de maior nos campos agrícolas.

O descarregador do rio Alcobaça em Valado dos Frades estava cheio, no fim de semana, com a água a ameaçar sair para os campos.

O presidente da Junta de Freguesia de Valado dos Frades, Rui Manuel Amaro Marques, visitou o local com o Carlos Malho, presidente da Associação de Beneficiários da Cela, e nas redes sociais assegurou que “apesar das circunstâncias adversas de muita pluviosidade, toda a zona de campos agrícolas da nossa região (Cela e Valado dos Frades) têm-se aguentado em comparando com outras zonas, mercê das intervenções realizadas nos últimos tempos nos nossos rios”.

Já a forte agitação marítima registada no fim de semana, com ventos fortes, que terão atingido os 100 kms/h empurraram toneladas de areia para a marginal e obrigaram ao corte do trânsito no local.

A Proteção Civil Municipal e a Capitania do Porto da Nazaré cortaram a circulação do trânsito pela marginal ao longo de todo o dia para evitar acidentes com gravidade. A marginal e as Praças, como a conhecida Praça Sousa Oliveira, encheram-se de areia, empurrada pelos ventos fortes e agitação marítima registada.

Em virtude do mau tempo, uma esplanada de uma gelataria ficou destruída.

Devido à praia mar, prevista para as 19:18 de domingo, havia a possibilidade das ondas galgarem a marginal e chegar aos estabelecimentos comerciais.

Os serviços da autarquia fizeram uma barreira com alguns montes de areia para dificultar a chegada da água à via.

Para além destas medidas, a barra do porto da Nazaré foi também fechada esta manhã, não permitindo a entrada e saída de embarcações, situação que a capitania estima se mantenha até ao final da manhã de segunda-feira.

Apesar dos vários avisos para as condições do tempo e a necessidade de se evitarem comportamentos de risco, como passeios junto à linha de costa, seis pessoas foram retiradas, no domingo à tarde pela Polícia Martítima da zona do Forte de S. Miguel, onde ficaram retidas devido à ocorrência de ventos com mais de 100 quilómetros por hora.

“O trânsito está cortado mas as pessoas desceram a encosta a pé, até ao Forte de S. Miguel onde foram surpreendidas com ventos muito fortes e não conseguiram fazer o caminho de volta necessitando de ser resgatadas”, explicou o comandante da Capitania da Nazaré, Gomes Agostinho, à agência Lusa.

As seis pessoas resgatadas pela Polícia Marítima têm “na maioria entre os 20 e os 30 anos, mas entre elas havia também um homem com cerca de 60 anos, que pretendia tirar uma ‘selfie’ (fotografia) e já não conseguiu passar do meio da encosta”.

Sete distritos, entre os quais Leiria, estiveram, no domingo, sob aviso mais grave, da Proteção Civil.

O alerta vermelho deveu-se à chuva, vento e forte agitação marítima, com as ondas a atingirem os 14 metros de altura, na costa ocidental.

Na Nazaré, a forte ondulação trouxe, como é habitual nesta época, o mar até junto da marginal.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Artigos Relacionados

Requalificação dos antigos Paços do Concelho da Pederneira

O projeto de requalificação do edifício da antiga câmara, na Pederneira, para onde está destinada a instalação do tribunal, foi aprovado pelo Instituto de Gestão Financeira e Equipamentos de Justiça. Para Walter Chicharro, que anunciou a aprovação durante a última...

pacos do concelho