Q

Previsão do tempo

17° C
  • Sunday 17° C
  • Monday 17° C
  • Tuesday 19° C
17° C
  • Sunday 18° C
  • Monday 19° C
  • Tuesday 22° C
18° C
  • Sunday 18° C
  • Monday 20° C
  • Tuesday 24° C
Garrett McNamara

“Na Nazaré sinto-me em família e em casa”

Francisco Gomes

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
Surfou em 2011, na praia do Norte, na Nazaré, a maior onda de sempre que alguém dominou (24 metros) e o seu nome consta do livro de recordes do Guiness. Garrett McNamara está na Nazaré há cinco anos no âmbito de um projeto municipal com o objetivo de promover a vila internacionalmente como destino turístico de referência para a prática dos desportos de ondas grandes.

O objetivo já foi atingido e os nazarenos estão-lhe agradecidos pela popularidade que deu à terra. A sua maneira de ser também cativou a população e o carinho que tem recebido já foi retribuído pelas inúmeras manifestações de apreço pela Nazaré. Foi também ali que se casou em 2012, com Nicole.

Todos os anos o casal é recebido na vila com grande entusiasmo. O JORNAL DAS CALDAS e o REGIÃO DA NAZARÉ acompanharam-no durante uma refeição no seu local de eleição – o restaurante A Celeste, na avenida marginal da Nazaré – onde a conversa à volta da mesa revelou um Mcnamara feliz.

“A vila é maravilhosa, as pessoas são tão simpáticas, é como estar em família, uma grande família”, começou por dizer o surfista das ondas gigantes, reconhecendo que apesar de “gostar de todo o Portugal, onde a receção é a mesma, estar na Nazaré é como estar em casa”.

Cinco anos consecutivos em Portugal levam-no a perceber a língua, mas prefere ainda conversar em inglês, porque em português ainda só fala “mais ou menos, um pouco mais cada ano”.

Outubro é o mês em que prefere vir para a Nazaré. “Não está muito frio e as ondas são as melhores. E ainda há muita gente, mas não uma multidão”, afirmou.

Este ano, Garrett, de 48 anos, Nicole, de 32 anos, e o filho de ambos, Barrel, de 13 meses, vão estar em Portugal até 24 de novembro. Em breve terão a companhia de Titus, um dos três filhos do primeiro casamento do surfista.

O que espera desta temporada? “Trabalho sem expectativas. O que vier fico feliz, temos de esperar para ver o que a mãe-natureza nos dá, mas são sempre grandes ondas na Nazaré”, respondeu.

Sem procurar desmesuradamente a maior onda de sempre, Garrett aproveita para desfrutar daquilo que já atingiu e que tem atraído outros surfistas à Praia do Norte.

“Tenho uma boa carreira, mas desde que bati o recorde da maior onda tenho mais oportunidades e posso escolher trabalhar com empresas que apoiem os projetos que queremos fazer, como levar miúdos a surfar, trabalhar com crianças desfavorecidas e outros. E não o fazemos por dinheiro”, referiu.

“Quando não estou a treinar gosto de observar as ondas, é o meu passatempo favorito”, contou. E descreveu “Gosto de acordar e ir correr, fazer ioga, treinar, mas acabo por andar em reuniões, dar entrevistas, mais do que o que preciso fazer”.

“Uma espécie de vida de conto de fadas”

Deixando para segundo plano a conversa sobre as ondas, que é o mais habitual quando se entrevista Garrett McNamara, o surfista deu a conhecer o seu lado mais intimista. À volta da mesa, e com uma refeição a ser servida, o assunto passou a ser a comida.

“No primeiro ano comemos muito camarão, no segundo muitas ameijoas, no terceiro comida vegetariana e lula no ano passado. Este ano tem sido uma variedade, muito arroz e feijão, e em todos os anos muito robalo”, relatou, confessando adorar a gastronomia portuguesa, não esquecendo a doçaria e o vinho.

O tema muda para as localidades da região que Garrett conhece. Ficamos a saber que para além da Nazaré gosta de ir a Peniche, onde já surfou na Papoa mas ainda não o fez em Supertubos, onde também planeia ir ver a prova do circuito mundial de surf. Em Óbidos, “ficámos no castelo, na cama dos reis”. Tiari, a filha de seis anos, “adorou”. “Demos a volta às muralhas a meio da noite”, recordou Garrett, que tem ainda uma boa impressão do hotel Rio do Prado.

Nas Caldas da Rainha “fomos a um restaurante italiano muito agradável”, revelou Nicole. “Gostamos de ir lá no Natal ver as árvores iluminadas e comer castanhas”, acrescentou.

O casal recebe amigos por todo o mundo e dá-lhes a conhecer Portugal e Nazaré. “Todos os que vêm ficam agradavelmente surpreendidos”, garantiu o surfista, que admitiu que ele próprio, que já percorreu uma boa parte do país, “continuo-me a surpreender”.

Garrett acha que a Nazaré está a crescer. “No inverno tem de certeza mais gente”, apontou, elogiando alguns melhoramentos que a Câmara está fazer, nomeadamente o acesso à Praia do Norte. Em novembro tenciona organizar uma grande limpeza da praia da Nazaré.

Na Nazaré, para além do restaurante A Celeste, gosta de ir ao restaurante Marina-Bar e de nadar na piscina quente com o filho no Miramar Hotel & SPA. “O meu filho inspira-me e ele já faz surf. Se quiser ser big rider como eu será, mas deixamo-lo fazer o que quiser”, confidenciou. Barrel nasceu no Havai mas “foi feito na Nazaré”. “Gostávamos que tivesse nascido em Portugal mas não havia médicos que fossem a casa fazer o parto, e lá tivemo-lo em casa, sem “aliens”, manifestou.

Antes de regressarem à América para celebrarem o natal, Garrett e Nicola ainda vão festejar o aniversário de casamento na Nazaré, a 22 de novembro.

“Nicole é a melhor parceira. Temos uma espécie de vida de conto de fadas. Os meus sonhos concretizaram-se”, declarou o surfista.

“O mar é a minha igreja, o meu jardim, o meu escritório”

Garrett não é só adepto de surf e das ondas gigantes. É também um apaixonado por stand up paddle (remo em pé em cima da prancha). “Podemos fazer quando não há ondas, vemos tudo, é uma vista diferente”, sublinhou.

“O mar é a minha igreja, o meu jardim, o meu escritório”, vincou.

E como vive Nicole com as ameaças das ondas? “Quando o Garrett está a surfar não tenho receio, porque habitualmente estou em contato com ele com o walkie-talkie. Desde que ele me oiça não tenho receio”, assegurou.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Artigos Relacionados

Ampliaqua instala-se com inovação e investigação no Porto da Nazaré

A maior unidade de aquaponia do país que combina aquacultura e hidroponia livre de produtos químicos A AmpliAqua®️, uma empresa inovadora no campo da aquacultura, que combina aquacultura e hidroponia de forma sustentável, anunciou, em abril, a sua instalação no...

Ampliaqua

Regulamento da ALEB apresentado na Junta de Freguesia da Benedita

A apresentação da versão final do regulamento da Área de Localização Empresarial da Benedita, que já contempla já os contributos prestados pelos membros da assembleia de freguesia, que marcaram presença na reunião de câmara descentralizada, do passado dia 21 de...

aleb