Q

Previsão do tempo

23° C
  • Monday 24° C
  • Tuesday 26° C
  • Wednesday 25° C
24° C
  • Monday 28° C
  • Tuesday 31° C
  • Wednesday 31° C
27° C
  • Monday 29° C
  • Tuesday 32° C
  • Wednesday 31° C
ME CONFESSO EU PESCADOR

NÓS CUMPRIMOS… E DAÍ?

Armando Lopes

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
Nós cumprimos mas, em troca, destruiu-se a economia, atrofiou-se a classe média, desmantelou-se o Estado social, mandaram-se milhares de pessoas para o desemprego e para a emigração, desbaratou-se a qualidade dos serviços, aumentaram-se drasticamente as desigualdades e empobreceu-se o país.

Os débeis sucessos da redução do défice e do desemprego ou da consolidação das contas públicas, anunciados com pompa e circunstância apesar de muitos deles serem virtuais, não justificam o elevado preço que pagamos. Principalmente, porque exigiram sacrifícios brutais que não impediram a dívida acumulada e os juros de continuarem a crescer, atingindo valores incomportáveis. O que vai comprometer, inevitavelmente, o nosso futuro e o das gerações vindouras.

Nós cumprimos, é verdade, mas à custa de uma austeridade irracional e de uma carga fiscal elevadíssima que atirou milhares de famílias para os limiares da pobreza. E, também, à custa da venda ao desbarato dos anéis e dos dedos.

Nós cumprimos, porque os nossos governantes se esqueceram de que foram eleitos para resolver os problemas dos cidadãos e não para defenderem interesses financeiros. E, com esta preocupação obsessiva de redução do défice, provocaram o caos nas escolas, nos hospitais, nos tribunais, na Segurança Social e, sobretudo, na vida das pessoas. Quando era fundamental que se preocupassem em proporcionar igualdade de oportunidades a todos e não espremessem de forma desumana as classes menos favorecidas.

Nós cumprimos sim, mas… e de que é que isso nos valeu? Se ficamos com um país mais pobre, mais desigual, mais injusto, mais endividado, menos independente e com menos recursos…

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Artigos Relacionados

Gala 30 Anos Jornal das Caldas

A noite de hoje é de festa! Assista em direto à Gala dos 30 anos do Jornal das Caldas, a partir das 20h30.

gala 30anos jornal caldas

A Homenagem e o Reconhecimento!

ANTÓNIO TRINDADE é a prova viva de que um Homem pode fazer a diferença, lutando por causas que entende como justas, apoiando os seus e nossos concidadãos às vezes. Tem ajudado sim e, às vezes parecendo estar sozinho…não, vai contando com o apoio de Amigos e de quem...

Espaço Jovem

Há cerca de um ano, Portugal iniciou o seu processo de vacinação para a Covid-19, e com ele foi-nos também inoculada uma falsa esperança de controlo pandémico. Apesar da elevada adesão ao programa de vacinação, que culminou com quase 90% da população vacinada, verificou-se uma democratização do receio de viajar, à exceção dos meses de veraneio, perpetuando, assim, uma situação de grande fragilidade no setor. Uma das consequências mais evidentes desse fenómeno verifica-se na hotelaria, que tem vindo a perder trabalhadores e que, em parte, se deve aos sucessivos avanços e recuos no combate à pandemia, não permitindo a criação de estabilidade e planos a médio e longo prazo.