Q

Previsão do tempo

18° C
  • Wednesday 18° C
  • Thursday 20° C
  • Friday 21° C
18° C
  • Wednesday 20° C
  • Thursday 23° C
  • Friday 25° C
19° C
  • Wednesday 20° C
  • Thursday 24° C
  • Friday 26° C

Paulo Inácio responde a candidatos do PS e CDS

Paulo Alexandre

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
Paulo Inácio, o presidente da Câmara Municipal de Alcobaça reagiu às críticas dos candidatos do CDS e do PS às eleições autárquicas de setembro.

“Há determinados circos que devem acabar, porque há muita gente no trapézio a fazer cambalhotas e a virar casacas e a pensar que não se irá desequilibrar e cair”, disse o autarca, relativamente às críticas de que tem sido alvo por parte dos outros candidatos.

Na apresentação das linhas da sua candidatura, Carlos Bonifácio, ex-vice-presidente da Câmara de Alcobaça pelo PSD, acusou Paulo Inácio de não aproveitar, como devia, os fundos comunitários.

Já José Canha, candidato do PS, disse, numa entrevista ao Jornal o Alcoa que Paulo Inácio deveria desenvolver uma atividade empresarial enquanto advogado e deixar a Câmara para outros.

“Quando pessoas vêm dizer que os outros candidatos são maus exemplos, nomeadamente o candidato do Partido Socialista, eu considero um grande elogio, vindo de quem vem”, lamentando em seguida as considerações feitas pelo socialista quando disse que “eu era o moço que devia seguir posturas empresariais”, a que não quer dar “qualquer conselho

de como vai viver a sua vida no âmbito da sua reforma”.

Sobre a ALE da Benedita, outra das criticas que lhe foram dirigidas, o autarca garante que “não estão em causa quaisquer fundos para aquela obra milhões de fundos”, já que “não é possível investir na Área de Localização Empresarial por causa de problemas de ordenamento do território, que não foram resolvidos no tempo oportuno”, adiantando que “o único projeto existente, quando cheguei à Câmara, era um arrelvamento junto dos courts de ténis, cuja deslocalização estava prevista para a Nova Alcobaça e custava perto de 5 milhões de euros, o qual não tinha qualquer comparticipação”.

O autarca refere que a situação financeira da Câmara que encontrou o forçou a uma política de contenção e equilíbrio, e “evitámos uma catástrofe financeira”.

Paulo Inácio espera que o nível da pré-campanha não baixe, apelando “à elevação” deste período que iremos atravessar, prometendo empenho que “para que assim seja”.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Artigos Relacionados

Câmara de Alcobaça fecha 2021 com saldo positivo de 463 mil euros

A Assembleia Municipal de Alcobaça aprovou no passado dia 28, as contas da autarquia que terminou o ano de 2021 com um saldo positivo de 463,2 mil euros e reduziu a dívida em 386 mil euros. De acordo com o relatório de contas apresentado aos deputados a receita...

cma