Q

Previsão do tempo

26° C
  • Sunday 21° C
  • Monday 19° C
  • Tuesday 22° C
27° C
  • Sunday 24° C
  • Monday 21° C
  • Tuesday 24° C
28° C
  • Sunday 24° C
  • Monday 21° C
  • Tuesday 24° C
Editorial

Multa por… descontentamento!

Maria Clara Bernardino

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
Há uns anos, o presidente da República pedia que o deixassem trabalhar. Há uns dias um homem foi multado por tê-lo mandado trabalhar, enquanto decorriam as comemorações do dia de Portugal.

Não deixa de ser irónico. Como diz o ditado: “Preso por ter cão e preso por não ter”, que é como quem diz: preso por não deixar o senhor professor doutor trabalhar e preso por mandá-lo trabalhar! Bom, talvez a multa tenha sido aplicada devido ao palavrão que veio a acompanhar a referida ordem ou conselho dado à ilustre figura. Se foi por abuso de linguagem, mais de meio país devia pagar multas e a outra metade ir dormir aos calabouços pelo menos 5 noites por semana, cada vez que insulta através de palavras ou pensamentos aqueles que tomaram para si a missão de desgovernar o nosso país.

Se por um lado é irónico, por outro torna-se quase reconfortante saber que, em vez de fazer terapia devido à depressão crónica em que vivemos, um insulto quase heróico, mas caro, alivia a alma de quem está profundamente revoltado.

Pobre cidadão que vai ter de pagar sozinho por um insulto coletivo. Afinal, um presidente que comunica por facebook e só diz o que pensa quando sai do país precisa de fazer terapia ocupacional… e não há melhor terapia do que trabalhar. Em última análise, o cidadão apenas estava preocupado com a saúde do presidente. E paga uma pessoa uma multa só por dar um conselho! Ao ponto que nós chegamos! O palavrão também tem explicação: talvez o senhor seja de alguma região em que o linguajar seja mais à vontade e as palavras feias não tenham assim tanto peso como na capital … E mesmo que assim não seja, que atire a primeira pedra aquele que nunca chamou nomes ao figurão político.

Ainda há poucas semanas, um ilustre comentador televisivo chamou “palhaço” à mesma personagem da cena política. Não podemos estar mais em desacordo: o palhaço é uma figura simpática que nos faz rir e esquecer as tristezas da vida. O presidente e o governo fazem exatamente o contrário: fazem-nos chorar e esquecer as alegrias da vida.

No entanto, o comentador, apesar de ter insultado os palhaços, não pagou qualquer multa aos mesmos por tê-los comparado com alguém que torna os nossos dias mais tristes e sombrios com a sua inoperância. Esta situação desigual só nos fez recordar aquilo que tentamos negar todos os dias: há portugueses de primeira e de segunda…

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Artigos Relacionados

Gala 30 Anos Jornal das Caldas

A noite de hoje é de festa! Assista em direto à Gala dos 30 anos do Jornal das Caldas, a partir das 20h30.

gala 30anos jornal caldas

A Homenagem e o Reconhecimento!

ANTÓNIO TRINDADE é a prova viva de que um Homem pode fazer a diferença, lutando por causas que entende como justas, apoiando os seus e nossos concidadãos às vezes. Tem ajudado sim e, às vezes parecendo estar sozinho…não, vai contando com o apoio de Amigos e de quem...

Espaço Jovem

Há cerca de um ano, Portugal iniciou o seu processo de vacinação para a Covid-19, e com ele foi-nos também inoculada uma falsa esperança de controlo pandémico. Apesar da elevada adesão ao programa de vacinação, que culminou com quase 90% da população vacinada, verificou-se uma democratização do receio de viajar, à exceção dos meses de veraneio, perpetuando, assim, uma situação de grande fragilidade no setor. Uma das consequências mais evidentes desse fenómeno verifica-se na hotelaria, que tem vindo a perder trabalhadores e que, em parte, se deve aos sucessivos avanços e recuos no combate à pandemia, não permitindo a criação de estabilidade e planos a médio e longo prazo.