Q

Previsão do tempo

7° C
  • Saturday 10° C
  • Sunday 9° C
  • Monday 11° C
8° C
  • Saturday 11° C
  • Sunday 10° C
  • Monday 11° C
8° C
  • Saturday 11° C
  • Sunday 10° C
  • Monday 11° C

Fugir aos depósitos para crianças

DECO

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
Com o dia Mundial da Criança à porta, a PROTESTE INVESTE analisou a oferta dos bancos para as poupanças dos mais pequenos. As propostas vão desde contas à ordem ou a prazo até seguros de capitalização ou planos mutualistas.

Contudo, nenhuma das contas para crianças proporciona, no primeiro ano, um rendimento superior aos depósitos tradicionais a 12 meses, que apresentam taxas líquidas até 2,9 por cento.

As contas “Super Poupança Bué” do Montepio e “Eu Poupo” do Banco Popular são as mais generosas, com uma taxa anual líquida de 2,2% para 2 e 3 anos, respetivamente. “A partir daí é sempre a descer até aos 0,4% líquidos da conta da Caixa Geral de Depósitos”, alerta António Ribeiro, especialista da

PROTESTE INVESTE.

“É verdade que os brindes aliciam, como o porco mealheiro do Banco Espírito

Santo ou o vale de pontos do Banco Popular para trocar por jogos e consolas, mas se pretende uma poupança de longo prazo e com retorno elevado, devem ponderar outras opções”, esclarece o especialista.

As poupanças juvenis não têm de ser canalizadas para produtos que se dizem destinados aos mais pequenos. Como visam pagar os estudos universitários ou a compra do primeiro carro, por exemplo, o investimento deve ser feito em função da idade da criança ou do prazo em que tenciona resgatar o dinheiro.

Segundo a publicação financeira, “as contas para crianças só interessam a curto prazo”. Se faltam mais de cinco anos até ao resgate, combine estratégias e reparta as poupanças do seu filho por várias aplicações. Aposte em fundos mistos, que investem em ações e em obrigações, numa carteira de fundos ou em ações. Se faz questão de ter garantia de capital, as Obrigações do Tesouro, com um rendimento líquido anual até 4,1% , e os Certificados de Aforro, de 2,3% , são a escolha certa para quem quer capitalizar a médio ou a longo prazo.

Consulte outros conselhos de investimento no portal da PROTESTE INVESTE em www.deco.proteste.pt/investe

Os leitores interessados em obter esclarecimentos relacionados com Direito do Consumo ou em apresentar eventuais problemas, podem recorrer ao Gabinete de Apoio ao Consumidor da Delegação Regional de Santarém da DECO na Rua Pedro de Santarém, 59, 1.º Dtº., 2000-223 Santarém (E-mail: deco.santarem@deco.pt / Tel.: 243 329 950)

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Últimas

Artigos Relacionados

Maçã de Alcobaça aposta na internacionalização

A Associação dos Produtores de Maçã de Alcobaça - APMA apresentou, no passado dia 3 de dezembro, o “Projeto de Promoção da Maçã de Alcobaça em Mercados Externos” que visa dar uma nova onda de sabor vinda de Portugal oriunda da única maçã do Atlântico. A...

maca de alcobaca2

Maçã de Alcobaça apresentou-se na Feira Fruit Attraction em Madrid

Feira Fruit Attraction, um dos maiores certames de marketing de produtos agrícolas (frutas e vegetais) do mundo, decorreu no pavilhão da IFEMA Madrid, de 4 e 6 de outubro, e Alcobaça esteve presente com um dos seus produtos frutícolas de marca. O evento contou com...

anexo sem nome 00056