Q

Previsão do tempo

13° C
  • Thursday 16° C
  • Friday 16° C
  • Saturday 12° C
13° C
  • Thursday 17° C
  • Friday 16° C
  • Saturday 12° C
14° C
  • Thursday 16° C
  • Friday 16° C
  • Saturday 12° C
Sinalização à navegação reposta

Exploração de parquímetros na Nazaré por privados em estudo

Francisco Gomes

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
A anulação do concurso de concessão e exploração do espaço público municipal a privados, referente à colocação de parquímetros nas zonas mais vulneráveis ao nível de estacionamento do trânsito do concelho da Nazaré, foi pedido por António Trindade.

O autarca socialista manifestou que “ao longo de vários anos apresentei propostas e sugestões ao órgão executivo desta autarquia no sentido de se colocar parquímetros Infelizmente nunca tiveram a aceitação necessária por parte do senhor presidente da Câmara”.

“Apesar de tudo, anos depois, o senhor presidente da Câmara, veio a reconhecer que a solução para os problemas do estacionamento e escoamento de trânsito da vila da Nazaré passaria, obrigatoriamente, por dotar o espaço público urbano de melhores condições de ordenamento de trânsito e a colocação de parquímetros nas zonas mais críticas. Embora esta medida tivesse sido tomada tardiamente, concluiu-se que os problemas existentes no escoamento e estacionamento de trânsito do concelho, foram resolvidos. Acrescem a este facto as receitas que resultaram dessas medidas, pelo que não podemos deixar de considerar que as opções tomadas foram as pertinentes para o município e permitiram, para além de tudo, arrecadar verbas fundamentais para o equilíbrio das contas dos serviços”, destacou.

Por isso, o vereador entende ser “difícil de compreender que depois de terem sido feitos investimentos elevados pelos serviços municipais na compra dos equipamentos relacionados com os parquímetros e se saber dos resultados financeiros positivos da sua operação, se pretenda entregar a sua exploração a privados”.

“É incompreensível”, exclamou, alegando que “os valores determinados para a concessão são lesivos aos interesses da autarquia”.

Para o vereador António Salvador, “o processo é semelhante ao que se passou com a água”, defendendo que “o próprio município é que deve gerir o espaço público”. O autarca felicitou António Trindade por ter tomada a iniciativa de pedir a anulação do concurso.

A vice-presidente da Câmara, Mafalda Vigia, deu a conhecer que a proposta de concessão “está a ser reformulada e entendeu-se fazer um olhar mais atento para o espaço de implantação da concessão, pelo que virá de novo à câmara ou para anular ou para reformular”. Deste modo propôs que se remetesse o assunto para outra reunião, o que foi aprovado.

Sinalização à navegação reposta

A Câmara Municipal da Nazaré congratulou-se pela reposição da sinalização de aviso à navegação no molhe norte do Porto de Abrigo, inexistente desde a intempérie registada a 19 de janeiro deste ano.

O executivo agradeceu ao secretário de Estado do Mar, Manuel Abreu “pelos bons ofícios, no sentido da reposição da sinalização, após o estrago provocado pela tempestade”.

Na mesma declaração, lida na reunião de Câmara, solicita-se a reparação dos dois molhes do Porto de Pesca, danificados pelo mau tempo registado nesse dia, e a dragagem da entrada de barra.

“Embora reconhecendo que se trata de uma situação de difícil resolução nos tempos que correm, contamos com o mesmo empenho na reparação da cabeça do molhe norte e do molhe sul, bem como na eventual dragagem, que se torna necessária, da entrada do Porto”.

A Câmara da Nazaré tinha alertado a tutela, desde que as condições adversas do estado do tempo e do mar provocaram a inoperacionalidade do farolim e a sua queda ao mar, para a necessidade de uma solução urgente, pois em causa estava a segurança da entrada de embarcações no porto, efetuada sem a ajuda do farolim, desde aquela data.

O vereador do PS, António Trindade, foi quem repetidas vezes se insurgiu contra a demora na reparação do farol, tendo agora manifestado a sua “satisfação”, não deixando, no entanto, de criticar “o desleixo” pelo arrastar da situação ao longo de quatro meses.

O socialista lamentou também as taxas e impostos que o Governo está a fazer incidir sobre os reformados e pensionistas, considerando ser “um ataque feroz sobre os seus direitos adquiridos ao longo dos anos”. O vereador social-democrata António Salvador solidarizou-se com esta posição de António Trindade.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Artigos Relacionados

Câmara investe na Arborização do Parque da Pedralva

A empreitada de arborização de uma área de 2,52 ha do Parque da Pedralva teve início na semana passado e representa um investimento que totaliza os 81.730,45 €. O plano de arborização surge no âmbito da candidatura ao Aviso n.º 11/REACT-EU/2021 – (Re) Arborização...

pedralva