Q

Previsão do tempo

16° C
  • Tuesday 19° C
  • Wednesday 20° C
  • Thursday 22° C
17° C
  • Tuesday 20° C
  • Wednesday 24° C
  • Thursday 27° C
14° C
  • Tuesday 20° C
  • Wednesday 24° C
  • Thursday 27° C
Editorial

METER A FOICE EM SEARA ALHEIA

Clara Bernardino

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
Há ditados antigos que definem a natureza do ser humano. Todos nós somos excelentes conselheiros quando os problemas não são nossos. Todos sabemos analisar os problemas dos outros e dizer-lhes como deveriam fazer, pois não há emoções da nossa parte.

“Meter a foice em seara alheia” é aquilo que não só as pessoas enquanto seres individuais fazem, mas cada que cada povo tem tendência a fazer com a realidade dos outros povos. Todos nós saberíamos alvitrar opiniões sobre a situação dos países vizinhos, dos países árabes, daqueles que se guerreiam desde que o mundo é mundo. Enfim, todos somos bons opinadores em causa alheia.

Até alguns dias atrás, a maior parte dos portugueses nem sabia onde ficava a Venezuela no mapa das preocupações do mundo. No entanto, desde a morte do Chefe de Estado mais polémico da última década, não há ninguém que não tenha uma opinião formada sobre uma realidade que desconhece, uma política e uma forma de pensar que é alheia a este país onde a Europa acaba.

A imprensa escrita e falada foi invadida pelo “venezuelanismo” de Chávez. Um líder de esquerda tão acusado de querer protagonismo e tempo de antena nos meios de comunicação, passou, de repente a ser a abertura dos noticiários. Não deixa de ser irónico. Acusado de ditador, Chávez ficou conhecido pelo episódio caricato que envolveu o rei de Espanha a brindar o líder da ex-colónia com a pergunta ofensiva “porqué nó te callas?”. No entanto, apesar de revolucionário, o representante dos descamisados teve a fineza de não responder a tamanha grosseria proferida por sua majestade, que dedica o seu tempo a gastar o erário público de nuestros hermanos na caça ao elefante.

Comentadores, sociólogos e politólogos descobriram a Venezuela, repentinamente. Graças a quem? A Chávez e à sua forma de ver e fazer política.

Quem somos nós, tristes aprendizes da democracia para criticar a dos outros, se nem a nossa casa sabemos arrumar? Vergamo-nos à vontade da pequena ditadora da europa e somos governados por homens que não sabem pensar por si e obedecem cegamente à Troika, ao FMI, e até já nos americanizámos. Agora, também gostamos de opinar e intrometer-nos com as nossas “importantes opiniões” na vida dos outros países. Não sabemos cuidar da nossa seara, mas estamos sempre prontos a meter a foice na seara alheia. Fazendo minhas as palavras grosseiras de sua majestade, “porqué nó se callán?”

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Artigos Relacionados

Braga de novo “Brilhante” levantouo troféu da Euro Winners Cup

Futebol de Praia: ACD O Sotão ficou no 3º lugar da prova. Decorreu na praia da Nazaré de 8 a 16 de Junho, o Euro Winners Cup. O estádio do Viveiro Jordan Santos e campos adjacentes foram o palco de inúmeros jogos, nas vertentes masculinas e femininos. Na grande...

448561289 18440336599000110 8585624812273994783 n

O sonho tornou-se real e o NDFAC subiu à elite do andebol nacional

Andebol: Nazaré tem pela primeira vez uma equipa no Nacional da 1ª Divisão em seniores masculinos Em jogo da 10ª e última jornada da Fase Final do Campeonato Nacional da Divisão de Honra de Seniores Masculinos, o Nazaré Dom Fuas Andebol Clube de Paulo Félix perdeu...

img 2816 copiar 1 2500 2500