Q

Previsão do tempo

18° C
  • Monday 22° C
  • Tuesday 20° C
  • Wednesday 20° C
19° C
  • Monday 24° C
  • Tuesday 22° C
  • Wednesday 21° C
21° C
  • Monday 24° C
  • Tuesday 22° C
  • Wednesday 20° C
Editorial

Que 2013?

Clara Bernardino

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
Passou dezembro e o mundo não acabou. Afinal, as profecias dos maias não se concretizaram ou, então, a tradução que fizeram da sua linguagem não foi a melhor. Fizeram-se filmes com mensagens assustadoras, apocalípticas do fim do mundo. Pelo mundo fora, seitas e crentes nas profecias construíram bunkers para preservarem as suas famílias do caos e da morte.

Nós, portugueses, que somos pessimistas, por natureza, vamos lendo, à socapa, as previsões de economistas, politólogos, comentadores e até astrólogos para saber o que nos reserva 2013. A passagem de ano é uma espécie de “Caixa de Pandora”: tudo o que é menos bom poderá sair lá de dentro, mas no fim fica sempre a esperança de que dias melhores hão de vir.

Não sabemos o que fizemos de errado para que o nosso povo esteja a ser tão castigado. “Cada povo tem o governo que merece”- que fizemos nós para merecer tão grande castigo? Avizinham-se aumentos da luz, do gás e, sabe-se lá, quantos mais. Os ordenados, para quem ainda os tem, são cada vez mais pequenos.

Talvez tenhamos muito a aprender com outros povos que vivem, sem sofrer por antecipação: arroz com feijão no prato, samba no pé e “um dia de cada vez”…

No último dia do ano, hão de saltar as rolhas de champanhe e contar-se as passas, como de costume. Os votos para o ano que, agora, começa hão de surgir nas redes sociais, através dos sms e das chamadas telefónicas feitas à pressa: paz, amor, saúde, felicidade… Enfim, tudo aquilo que cada um de nós deseja para si próprio e que, neste dia, também deseja aos outros.

Aos políticos que, supostamente, nos governam desejamos que se lembrem que nós, portugueses, somos pessoas, com nome e vida própria. Não somos meros números fiscais ou dados para a estatística. Somos um povo de lutadores que sobrevivem a maus ventos e más marés, mas que estamos cansados de tanto desgoverno e de andar à deriva.

Para si, que nos acompanha no site, no facebook, em papel e nos dá o privilégio da sua preferência, desejamos um feliz Ano Novo e a concretização dos seus mais secretos desejos. A todos os nossos parceiros, anunciantes, atuais e futuros assinantes, desejamos um Próspero Ano Novo. A todos os órgãos de comunicação social que fazem a cobertura das notícias da nossa Região, desejamos bons negócios e bom trabalho.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Artigos Relacionados

Gala 30 Anos Jornal das Caldas

A noite de hoje é de festa! Assista em direto à Gala dos 30 anos do Jornal das Caldas, a partir das 20h30.

gala 30anos jornal caldas

A Homenagem e o Reconhecimento!

ANTÓNIO TRINDADE é a prova viva de que um Homem pode fazer a diferença, lutando por causas que entende como justas, apoiando os seus e nossos concidadãos às vezes. Tem ajudado sim e, às vezes parecendo estar sozinho…não, vai contando com o apoio de Amigos e de quem...

Espaço Jovem

Há cerca de um ano, Portugal iniciou o seu processo de vacinação para a Covid-19, e com ele foi-nos também inoculada uma falsa esperança de controlo pandémico. Apesar da elevada adesão ao programa de vacinação, que culminou com quase 90% da população vacinada, verificou-se uma democratização do receio de viajar, à exceção dos meses de veraneio, perpetuando, assim, uma situação de grande fragilidade no setor. Uma das consequências mais evidentes desse fenómeno verifica-se na hotelaria, que tem vindo a perder trabalhadores e que, em parte, se deve aos sucessivos avanços e recuos no combate à pandemia, não permitindo a criação de estabilidade e planos a médio e longo prazo.