Q

Previsão do tempo

17° C
  • Monday 22° C
  • Tuesday 20° C
  • Wednesday 20° C
18° C
  • Monday 24° C
  • Tuesday 22° C
  • Wednesday 21° C
19° C
  • Monday 24° C
  • Tuesday 22° C
  • Wednesday 20° C
EDITORIAL

O Preço da Consciência

Clara Bernardino

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
Os princípios e os valores não têm preço e aqueles que dizem defender a população acabam, quase sempre, por “penhorá-los” em nome do vil metal. A semana passada foi rica em acontecimentos políticos: marchas e manifestações apartidárias deixaram bem claro o descontentamento do povo. Da esquerda à direita, os portugueses encheram as ruas com a sua indignação pela falta de trabalho e de pão. Não fosse a televisão já ser a cores e as roupagens mais modernas, dir-se-ia que estávamos a ver uma reportagem da época de 74, no Canal Memória.

O Governo de Portugal mostrou bem a rutura eminente da coligação: enquanto o primeiro ministro assumiu uma política de “quero, posso e mando” sem dar explicações à população, que ainda está atordoada com o tamanho do buraco do défice, com os impostos e com a prepotência do dito senhor, o seu “coligado” surge a “sacudir a água do capote”, como se não tivesse qualquer responsabilidade no mais que provável aumento de impostos…

Mas coragem para assumir a rutura é que não houve.

Parece que a maior parte dos homens que dirigem os destinos da nação têm um preço. Antes, ouvia-se falar no “peso na consciência”, mas agora, alteraram-se os princípios e os valores e já se vai falando no “preço da consciência”…

Aqui na nossa região, houve um responsável político que foi notícia a nível nacional por saber e mostrar que a consciência não tem preço…

“É estratégia!” – dirão entre dentes aqueles que há muito perderam os valores e os princípios!

“É uma jogada política para ser candidato!”- dirão aqueles que não dão ponto sem nó e não admitem que possa haver quem ainda tenha e assuma os tais princípios e valores que caíram em desuso, à falta de serem usados. Quer uns, quer outros são aqueles que já não acreditam em causas coletivas, mas sim nas individuais… especialmente as suas.

Houve palmas por parte daqueles que esperavam a justiça e a justeza dos atos desses homens. Palmas tristes. Só um homem teve coragem para mostrar que a consciência não tem preço…

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Artigos Relacionados

Gala 30 Anos Jornal das Caldas

A noite de hoje é de festa! Assista em direto à Gala dos 30 anos do Jornal das Caldas, a partir das 20h30.

gala 30anos jornal caldas

A Homenagem e o Reconhecimento!

ANTÓNIO TRINDADE é a prova viva de que um Homem pode fazer a diferença, lutando por causas que entende como justas, apoiando os seus e nossos concidadãos às vezes. Tem ajudado sim e, às vezes parecendo estar sozinho…não, vai contando com o apoio de Amigos e de quem...

Espaço Jovem

Há cerca de um ano, Portugal iniciou o seu processo de vacinação para a Covid-19, e com ele foi-nos também inoculada uma falsa esperança de controlo pandémico. Apesar da elevada adesão ao programa de vacinação, que culminou com quase 90% da população vacinada, verificou-se uma democratização do receio de viajar, à exceção dos meses de veraneio, perpetuando, assim, uma situação de grande fragilidade no setor. Uma das consequências mais evidentes desse fenómeno verifica-se na hotelaria, que tem vindo a perder trabalhadores e que, em parte, se deve aos sucessivos avanços e recuos no combate à pandemia, não permitindo a criação de estabilidade e planos a médio e longo prazo.