Q

Previsão do tempo

21° C
  • Monday 21° C
  • Tuesday 21° C
  • Wednesday 21° C
21° C
  • Monday 21° C
  • Tuesday 23° C
  • Wednesday 23° C
23° C
  • Monday 24° C
  • Tuesday 23° C
  • Wednesday 23° C

Centro Cultural da Benedita celebra 6 anose recebe fadista Carminho

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
Uma das mais promissoras vozes do fado apresenta o seu álbum de estreia David Mariano O Centro Cultural Gonçalves Sapinho na Benedita vai receber no próximo dia 12 de Novembro, sexta-feira, pelas 21h 30, um espectáculo de um dos jovens talentos mais promissores no mundo do fado: Carminho. Se por um lado, este concerto serve […]
Centro Cultural da Benedita celebra 6 anos<br>e recebe fadista Carminho

Uma das mais promissoras vozes do fado apresenta o seu álbum de estreia David Mariano O Centro Cultural Gonçalves Sapinho na Benedita vai receber no próximo dia 12 de Novembro, sexta-feira, pelas 21h 30, um espectáculo de um dos jovens talentos mais promissores no mundo do fado: Carminho. Se por um lado, este concerto serve ainda de comemoração do 6.º aniversário daquele que é sem dúvida um dos espaços culturas mais modernos e bem equipados do Concelho (e até de toda a região Centro, dizemo-lo sem exagero), por outro, a actuação da fadista Carmo Rebelo de Andrade (é este o seu verdadeiro nome) apresentará no Grande Auditório aquele que foi um dos álbuns de estreia mais felizes nos últimos anos dentro do seu género: “Fado” (que não por acaso é um título que deixa bem claro a homenagem que presta a este tipo de música).

Chamada por muitos “a grande esperança do fado”, Carminho é filha da fadista Teresa Siqueira, tendo desde cedo a música feito parte do seu dia-a-dia. Com apenas 12 anos de idade, estreou-se a cantar em público, no Coliseu de Lisboa, e desde aí começou a cantar regularmente na Taverna do Embuçado, em Alfama. Pelo meio, a artista fez um interregno de um ano, realizando uma viagem à volta do Mundo e participando em acções humanitárias na Índia, Cambodja, Peru e Timor. Voltou depois a cantar numa casa de Fados, chamada Mesa de Frades, onde actua todas as segundas e quarta-feiras, mas desde aí já cantou na Casa da Música, na Festa do Fado, no espectáculo comemorativo dos 45 anos de carreira de Carlos do Carmo, na Expo de Saragoça e na recriação de “Amália à L’ Olympia”. Nos últimos anos, além da participação em vários discos, destaca-se ainda a sua presença no filme “Fados” de Carlos Saura e o prémio “Revelação Feminina” atribuído pela Fundação Amália Rodrigues. Produzido por Diogo Clemente – que assume ainda os créditos da Viola de Fado no disco – “Fado” contou também com a presença de alguns dos melhores músicos de fado, enre os quais Ricardo Rocha, José Manuel Neto, Bernardo Couto e Ângelo Freire, todos na guitarra-portuguesa, e o viola-baixo Marino de Freitas, contando igualmente com a participação especial do contrabaixista Carlos Barretto no tema “Espelho Quebrado”.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Artigos Relacionados

Inaugurado centro de residências artísticas

Um centro de residências artísticas situado na cidade de Alcobaça foi dado a conhecer na passada sexta-feira, com a inauguração da exposição de um de cinco artistas ucranianos que se encontram alojados temporariamente no espaço, num projeto criado por uma equipa...

central1

Arrancou o Cistermúsica de Alcobaça sob o signo dos “Amores Proibidos”

Foi no passado  fim de semana que se iniciou  a 30.ª edição do Cistermúsica — Festival de Música de Alcobaça que celebra três décadas de um Festival que, ao longo destes anos, se foi afirmando como uma referência a nível nacional e que em 2022 não será diferente....

cister musica1