Q

Previsão do tempo

17° C
  • Monday 22° C
  • Tuesday 22° C
  • Wednesday 24° C
18° C
  • Monday 26° C
  • Tuesday 27° C
  • Wednesday 28° C
18° C
  • Monday 28° C
  • Tuesday 28° C
  • Wednesday 29° C

“Por poder de uma palavra…”

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
Acontece que, muito do jornalismo que hoje existe, regra geral, não é feito por jornalistas. É feito por guionistas de novela mexicana travestidos de jornalistas. Para os quais a notícia deixou de ser o mais importante, passando a ser fundamental a suspeição, a intriga e o mexerico. O que transformou o jornalismo neste espectáculo permanente […]

Acontece que, muito do jornalismo que hoje existe, regra geral, não é feito por jornalistas. É feito por guionistas de novela mexicana travestidos de jornalistas. Para os quais a notícia deixou de ser o mais importante, passando a ser fundamental a suspeição, a intriga e o mexerico. O que transformou o jornalismo neste espectáculo permanente de devassa, de sensacionalismo e mistificação.

A liberdade de imprensa não é, não pode ser esta ignomínia, esta vileza de exposição pública da privacidade das pessoas, de toda e qualquer pessoa. Cuja inviolabilidade está, inclusivamente, garantida pela Constituição. Sejam quais forem os argumentos, as motivações ou os pretextos que invoque. Porque a liberdade de imprensa, num Estado de direito, não reivindica para os jornalistas o estatuto de marginais, criminosos, foras-de-lei ou inimputáveis. Por muito que as audiências o reclamem e os interesses o justifiquem!…

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Artigos Relacionados

Gala 30 Anos Jornal das Caldas

A noite de hoje é de festa! Assista em direto à Gala dos 30 anos do Jornal das Caldas, a partir das 20h30.

gala 30anos jornal caldas

A Homenagem e o Reconhecimento!

ANTÓNIO TRINDADE é a prova viva de que um Homem pode fazer a diferença, lutando por causas que entende como justas, apoiando os seus e nossos concidadãos às vezes. Tem ajudado sim e, às vezes parecendo estar sozinho…não, vai contando com o apoio de Amigos e de quem...

Espaço Jovem

Há cerca de um ano, Portugal iniciou o seu processo de vacinação para a Covid-19, e com ele foi-nos também inoculada uma falsa esperança de controlo pandémico. Apesar da elevada adesão ao programa de vacinação, que culminou com quase 90% da população vacinada, verificou-se uma democratização do receio de viajar, à exceção dos meses de veraneio, perpetuando, assim, uma situação de grande fragilidade no setor. Uma das consequências mais evidentes desse fenómeno verifica-se na hotelaria, que tem vindo a perder trabalhadores e que, em parte, se deve aos sucessivos avanços e recuos no combate à pandemia, não permitindo a criação de estabilidade e planos a médio e longo prazo.