Q

Previsão do tempo

17° C
  • Monday 22° C
  • Tuesday 22° C
  • Wednesday 24° C
18° C
  • Monday 26° C
  • Tuesday 27° C
  • Wednesday 28° C
18° C
  • Monday 28° C
  • Tuesday 28° C
  • Wednesday 29° C

Rabiscuits volta a tomar conta das ruas de Alcobaça

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
Evento decorre durante os dias 19, 21 e 21 de Setembro David Mariano Acontece pelo quarto ano consecutivo e mais uma vez chega decidido a invadir Alcobaça: o Rabiscuits está de volta durante os dias 19, 20 e 21 de Setembro para mostrar que a arte pertence à rua – ou que na rua, como […]

Evento decorre durante os dias 19, 21 e 21 de Setembro David Mariano Acontece pelo quarto ano consecutivo e mais uma vez chega decidido a invadir Alcobaça: o Rabiscuits está de volta durante os dias 19, 20 e 21 de Setembro para mostrar que a arte pertence à rua – ou que na rua, como na arte, tudo pode acontecer (o limite não é o céu, o limite é a criatividade e a imaginação que existe em cada interveniente). Quer queiramos quer não vai ser difícil não dar pelas obras que vão fazer do espaço público um espaço de arte e expressividade (um gesto com o qual todos temos um pouco a aprender): ali haverá artes plásticas (com pintura, escultura e instalação), artes performativas, artes sonoras, exposições, concertos, workshops, documentários e curtas-metragens.

É um acontecimento sem o qual já não conseguimos passar e que ao fim de quatro de anos de visível evolução e integração na agenda cultural alcobacense se tornou uma forma de celebrar a saída do Verão e a melhor maneira de abrir a rentrée. A organização insiste nisto: o Rabiscuits destaca-se pelo seu clima informal e de descontracção cuja intenção reafirma o desejo de evoluir e apresentar obras nas mais diversificadas áreas de arte contemporânea e experimental. Para quem os viu começar por simples banquinhas de sketches e rabiscos desenhados a lápis e carvão na Praça Afonso Henriques é indesmentível que este caderno de encargos transcendeu em muito a sua premissa original: o Rabiscuits hoje não se limita a dar a conhecer a capacidade criativa de artistas ou a sensibilizar a população em relação a novas formas de expressão artística, é ainda um quadro muito visível da afirmação da cultura e da criatividade como um factor determinante para a identidade local e um lugar onde as várias sensibilidades comungam e partilham as mesmas aspirações. O resto são conquistas que nos parecem já definitivas: a aproximação da arte a várias públicos e gerações, o desvelar do mito de inacessibilidade ligado à criação artística, a diversificação e descentralização cultural. Princípios que importa não negligenciar, é certo, mas que estão de tal modo enraizados e solidificados no espírito do evento que acabam por ser o solo mais fértil para o que é realmente importante: a revelação de novos talentos e a exposição de trabalhos descomprometidos, livres e oportunos. Sempre com esta certeza: aqui todos podemos ser um pouco artistas e ao mesmo tempo fazer parte da obra de arte que se cruza connosco.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Artigos Relacionados

As vantagens de apostar num projeto de cozinha com ilha

Este tipo de cozinhas modernas com ilha, são cada vez mais comuns em Portugal por oferecerem uma estética interessante e serem muito mais práticas do que as cozinhas com uma disposição mais tradicional.

artigo

José Soares dá nome à Biblioteca Municipal

No dia em que o autor de várias obras dedicadas à sua terra completou 100 anos de vida, a Biblioteca Municipal prestou-lhe homenagem. O nome de José Soares passa, a partir de hoje, a estar ligado à Biblioteca Municipal. O Município prestou homenagem ao autor de...

jose soares