Q

Previsão do tempo

17° C
  • Wednesday 25° C
  • Thursday 28° C
  • Friday 30° C
18° C
  • Wednesday 29° C
  • Thursday 34° C
  • Friday 37° C
18° C
  • Wednesday 31° C
  • Thursday 34° C
  • Friday 37° C

Grupo Lena de novo admitido a concurso

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
Concurso público da Nazaré XXI outra vez só com um concorrente O Grupo Lena foi novamente o único candidato ao concurso público internacional para alienação de 49% do capital social da Sociedade Nazaré XXI. O acto público de abertura de propostas decorreu no dia 18 de Maio, no Salão Nobre dos Paços do Concelho. O […]

Concurso público da Nazaré XXI outra vez só com um concorrente O Grupo Lena foi novamente o único candidato ao concurso público internacional para alienação de 49% do capital social da Sociedade Nazaré XXI. O acto público de abertura de propostas decorreu no dia 18 de Maio, no Salão Nobre dos Paços do Concelho. O Grupo Lena foi, mais uma vez, admitido a concurso, decisão tomada por unanimidade pelo júri. Após a abertura da proposta, o júri reuniu em privado para verificar os documentos entregues. Após apurar que foram cumpridas as normas relativas à organização e ao modo de apresentação da proposta, foi divulgada a decisão do júri, no sentido de admitir o único concorrente a concurso, constituído pelo consórcio “Lena Engenharia e Construções SA; Lena SGPS, SA; e Lena Hotéis e Turismo SGS, SA”.

Agora a proposta vai ser analisada mais pormenorizadamente em termos técnicos, no sentido de verificar a conformidade com os requisitos do caderno de encargos e vai ser avaliada pelo júri. Esta foi a segunda fase do concurso internacional para seleccionar o parceiro do Município para a criação da Nazaré XXI, que vai ser responsável pela construção de um complexo turístico que contemplará a Marina Atlântica, um campo de golfe e unidades hoteleiras. Na primeira fase, o Grupo Lena também foi o único concorrente, chegou a ser admitido a concurso, mas depois foi excluído, uma vez que não apresentava a declaração da garantia bancária de uma instituição, assumindo o financiamento, documento esse exigido nos termos dos critérios no caderno de encargos. Entre outras alterações ao concurso, o documento foi substituído na segunda fase do concurso por outro documento de “exigência de mínimos obrigatórios de capacidade económica e financeira do concorrente, bem como a apresentação de declarações abonatórias dessa mesma capacidade”. À semelhança da primeira fase do concurso, também agora não são conhecidos os pormenores da proposta apresentada. Esta parceria público-privada vai elaborar os estudos, planos e projectos necessários ao desenvolvimento do Complexo Turístico Nazaré XXI, para a posterior construção dos diversos equipamentos.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Artigos Relacionados

Maçã de Alcobaça IGP não utiliza substâncias perigosas

A Associação de Produtores de Maça de Alcobaça - Indicação Geográfica Protegida veio a público esclarecer os consumidores sobre os produtos que utiliza na produção deste produto certificado, depois de uma notícia divulgada Pesticide Action Network. Um documento...

maca de alcobaca sustent