Q

Previsão do tempo

14° C
  • Tuesday 16° C
  • Wednesday 17° C
  • Thursday 17° C
14° C
  • Tuesday 17° C
  • Wednesday 18° C
  • Thursday 20° C
14° C
  • Tuesday 17° C
  • Wednesday 18° C
  • Thursday 20° C

A Moda da Independência

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
Editorial Clara Bernardino Há-os por todo o lado, de norte a sul do país e para todos os gostos. Nascem e crescem antes das eleições. Depois destas, alguns extinguem-se, outros nem por isso, pois ganham força por causa do descontentamento que existe em relação à “partidarite” de muitos. Os partidos transformaram-se numa espécie de clubes […]

Editorial Clara Bernardino Há-os por todo o lado, de norte a sul do país e para todos os gostos. Nascem e crescem antes das eleições. Depois destas, alguns extinguem-se, outros nem por isso, pois ganham força por causa do descontentamento que existe em relação à “partidarite” de muitos. Os partidos transformaram-se numa espécie de clubes de futebol e a maior parte do país divide-se entre o Benfica, o Sporting e o Porto. Por isso se ouve tanto falar em “bloco central”, como se o país se dividisse entre o cor-de-rosa e o laranja. Os movimentos independentes estão na moda e têm tido o bom acolhimento os cidadãos, ou pelo menos assim aconteceu nas últimas autárquicas.

O cheiro a eleições já se sente e, por isso, aqueles que estão descontentes e não se revêem nas cores do costume já começaram a maratona da recolha das assinaturas para poderem candidatar-se a fazer melhor que os partidos. Mas, também os há ao contrário: aqueles que já foram independentes e que, depois de terem criticado outros por regressarem ao seu partido de origem, querem trocar a sua independência por uma cor, acreditando que desta vez serão melhor sucedidos. E enquanto estes escolhem a cor da camisola que vão vestir, há outros que já vestiram tantas camisolas que já nenhuma lhes fica bem ao tom da pele. E, por isso, os próprios partidos vão perdendo a cor de origem… O partido socialista parece dividido em Alcobaça, e, na Nazaré corre o risco de só ter independentes nos primeiros lugares. De listas pouco se sabe ainda. É quase uma telenovela mexicana. À excepção de alguns cabeças de lista em Alcobaça, tudo está ainda no segredo dos deuses… Talvez seja estratégia para não chocar com tanta confusão, ou para não distrair as pessoas, já que vêm aí as europeias, em Junho, e os eleitores ainda nem sequer ouviram falar da estratégia geral da Europa para sair da crise!

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Artigos Relacionados

Salvador Formiga inicia mandato de vereador com compromissos

Com o fim do governo de António Guterres, Salvador Formiga abandonou o Parlamento de Lisboa e regressou à Câmara da Nazaré para desempenhar as funções vereador eleito nas listas do PS. Na sua primeira reunião, dirigiu-se aos munícipes com uma declaração pública...

formiga

Nazareno Miguel Cardina lidera lista do BE em Coimbra

Miguel Cardina é cabeça-de-lista do Bloco de Esquerda pelo distrito de Coimbra, local onde o partido não elegeu qualquer deputado nas últimas eleições para o Parlamento. Historiador e investigador do Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra, o nazareno...

miguel cardina