Q

Previsão do tempo

17° C
  • Thursday 24° C
  • Friday 31° C
  • Saturday 29° C
17° C
  • Thursday 28° C
  • Friday 37° C
  • Saturday 37° C
17° C
  • Thursday 28° C
  • Friday 37° C
  • Saturday 37° C

“Poupar energia eléctrica”Iluminar e poupar

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
DECO informaConsome-se muita energia com a iluminação artificial, o que implica muito dinheiro e poluição. De facto ter uma única lâmpada de incandescência de 100 Watt ligada, durante 12 horas por dia, ao longo de 165 dias, e tendo em conta que energia eléctrica é produzida através da queima combustíveis fósseis, estamos a emitir para […]

DECO informaConsome-se muita energia com a iluminação artificial, o que implica muito dinheiro e poluição. De facto ter uma única lâmpada de incandescência de 100 Watt ligada, durante 12 horas por dia, ao longo de 165 dias, e tendo em conta que energia eléctrica é produzida através da queima combustíveis fósseis, estamos a emitir para a atmosfera cerca de 0,33 toneladas de dióxido de carbono, além de outros poluentes.

Em primeiro lugar, recorde-se que quase metade da luz consumida ilumina salas vazias, pelo que seria possível fazer uma grande poupança simplesmente adoptando um comportamento mais consciente. Lembre-se também que as lâmpadas têm um maior rendimento se regularmente limpar-se o pó e que um candeeiro com muitas lâmpadas pequenas consome, proporcionalmente, muito mais do que um único elemento de igual potência. Através de uma utilização mais racional dos aparelhos e tipos de lâmpadas, conseguem obter-se poupanças consideráveis. Existem diversos tipos de lâmpadas, mas também diferentes necessidades de iluminação e possibilidades de utilização. Consoante a lâmpada que se escolhe e o uso que dela se faz, mudam a quantidade e a qualidade da luz como o consumo. Tal como para os electrodomésticos, a Comunidade Europeia também introduziu uma etiqueta para as lâmpadas. As lâmpadas eléctricas para uso doméstico, directamente alimentadas pela rede, como as de incandescência e as fluorescentes compactas integrais, e as lâmpadas fluorescentes para uso doméstico, onde se inclui as fluorescentes lineares e as compactas não integrais, mesmo que sejam comercializadas para uso não doméstico devem apresentar na embalagem a etiqueta energética. A etiqueta fornece ao consumidor os parâmetros mais importantes para a escolha das lâmpadas e permite a identificação imediata da eficiência e das características das fontes luminosas. Ao nível da iluminação interior, com vista a uma poupança significativa no consumo eléctrico, uma das principais recomendações passa pela substituição de lâmpadas incandescentes por lâmpadas fluorescentes compactas ou tubulares, sobretudo em locais com períodos de utilização superiores a 2 horas. Esta medida pode atingir economias de energia na ordem dos 75% . O maior custo inicial das lâmpadas fluorescentes é amortizado ao fim de 3 a 12 meses, devido à redução de consumo de electricidade em comparação com as lâmpadas incandescentes. Além disso, estas lâmpadas têm um tempo de vida muito superior (cerca de 10 000 horas) comparativamente às 1000 horas de vida útil das incandescentes. Nesta área, outras medidas podem também ser aplicadas para proporcionar poupanças consideráreis de energia sem afectar o conforto, tais como:- Apagar as luzes nas divisões que não estão a ser utilizadas;- Aproveitar ao máximo a luz natural;- Instalar vários interruptores de iluminação para a mesma divisão, evitando que todas as lâmpadas estejam acesas;- Utilizar lâmpadas de baixo nível de iluminação, nas zonas de passagem. A adopção e alteração de comportamentos ao nível de uma utilização mais eficiente da energia, contribuem, não só, para a redução dos consumos energéticos nas nossas casas, como também estamos a proteger o Ambiente. Mudar é fácil, Não custa nadaE o Ambiente Agradece!!! Brigada Carbono Diana Faria e Vanessa Machado DECO Santarém

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Artigos Relacionados

Gala 30 Anos Jornal das Caldas

A noite de hoje é de festa! Assista em direto à Gala dos 30 anos do Jornal das Caldas, a partir das 20h30.

gala 30anos jornal caldas

Farmácias da Nazaré administram gratuitamente vacinas contra a gripe

O Município da Nazaré assinou o “Protocolo de Cooperação para a Administração de Vacinas contra a Gripe – Contingente SNS” com a Associação Nacional de Farmácias e a Farminveste que, até ao final do mês de março de 2022, irá permitir a administração de um máximo de 600 vacinas. A Câmara irá suportar os custos de 600 vacinas contra a gripe sazonal, que serão administradas nas farmácias aderentes.

31976 vacina