Q

Previsão do tempo

17° C
  • Thursday 27° C
  • Friday 31° C
  • Saturday 29° C
18° C
  • Thursday 33° C
  • Friday 37° C
  • Saturday 37° C
17° C
  • Thursday 33° C
  • Friday 37° C
  • Saturday 37° C

Assembleia Municipal de Alcobaça quer mais jovens na política

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
25 de Abril comemorado com jornadas parlamentares escolaresA sessão solene do 25 de Abril da Assembleia Municipal de Alcobaça falou da juventude e da educação. Realizaram-se as primeiras jornadas parlamentares escolares que procuraram envolver os jovens na política local.Paulo Inácio disse que foram umas “jornadas parlamentares surpreendentemente de grande qualidade” pois existe, segundo adiantou, a […]

25 de Abril comemorado com jornadas parlamentares escolaresA sessão solene do 25 de Abril da Assembleia Municipal de Alcobaça falou da juventude e da educação. Realizaram-se as primeiras jornadas parlamentares escolares que procuraram envolver os jovens na política local.Paulo Inácio disse que foram umas “jornadas parlamentares surpreendentemente de grande qualidade” pois existe, segundo adiantou, a “ideia errónea desta ser uma gerações rasca quando, na verdade, é uma geração à rasca devido a dificuldades de encontrar em emprego e uma vida estável que lhe permita, por exemplo, formar família”. Por isso, sublinhou o Presidente da Assembleia Municipal, é “uma geração que tem de ser ouvida pela geração do pós 25 de Abril que tem responsabilidades ao lhes ter dificultado muito a vida”.

A sessão solene do 25 de Abril na Assembleia Municipal de Alcobaça contou com a participação das Escolas D. Inês de Castro de Alcobaça, da EB 2,3 de S. Martinho do Porto, e do Externato Cooperativo da Benedita.A Escola Inês de Castro quis debater a diferenciação escolar nestes 34 anos das conquistas de Abril mas o assunto não saiu da proposta de Sérgio Cosme que, por isso, se mostrou bastante desapontado com a reacção do público. Para este aluno da Escola Secundária de Alcobaça, “a diferenciação do ensino é um tema que faz, ainda hoje, todo o sentido” lembrando que a “falta de participação cívica dos jovens é, muitas vezes, o resultado da falta de incentivo dos que provocaram os acontecimentos de há 34 anos no país que, segundo o aluno, enveredaram numa linha de libertinagem em vez de caminharem por um trilho de formação da liberdade assente na formação e informação das próximas gerações”.A Escola Secundária de São Martinho do Porto falou, por seu lado, do desinteresse e desmotivação dos jovens face à escola, à política e à sociedade em geral. Ana Grilo disse que esta “cultura da indiferença, que começa em casa e se alimenta na escola, se reflecte, mais tarde, na participação ou falta desta na construção de uma sociedade civil forte e interventiva”.Já os alunos do Externato da Benedita levaram a debate o papel dos professores para formação dos jovens com o objectivo de, como explicou a aluna Susana Coito, “sensibilizar a sociedade civil para o facto de o docente não ter a obrigação de educar, formar e ensinar o estudante pois grande parte da formação do futuro adulto continua a ser responsabilidade da família que, contudo, se tem afastado cada vez mais desse papel empurrando-o para o campo das competências da escola e do professor”.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Artigos Relacionados

Maçã de Alcobaça IGP não utiliza substâncias perigosas

A Associação de Produtores de Maça de Alcobaça - Indicação Geográfica Protegida veio a público esclarecer os consumidores sobre os produtos que utiliza na produção deste produto certificado, depois de uma notícia divulgada Pesticide Action Network. Um documento...

maca de alcobaca sustent