Q

Previsão do tempo

17° C
  • Thursday 24° C
  • Friday 31° C
  • Saturday 29° C
18° C
  • Thursday 28° C
  • Friday 37° C
  • Saturday 37° C
16° C
  • Thursday 28° C
  • Friday 37° C
  • Saturday 37° C

Época balnear com três vítimas na região

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
Até ao inicio deste mês de Julho A época balnear no distrito de Leiria já provocou entre Junho e 1 de Julho a morte de três pessoas, elevando para seis o número de vítimas registadas pela Marinha Portuguesa. Cinco pessoas morreram nas praias portuguesas no mês de Junho, duas das quais em praias vigiadas e […]

Até ao inicio deste mês de Julho

A época balnear no distrito de Leiria já provocou entre Junho e 1 de Julho a morte de três pessoas, elevando para seis o número de vítimas registadas pela Marinha Portuguesa. Cinco pessoas morreram nas praias portuguesas no mês de Junho, duas das quais em praias vigiadas e as restantes em praias não vigiadas, segundo dados divulgados ontem pela Marinha.

Os cinco acidentes mortais verificados nas áreas de jurisdição marítima durante o período de 1 a 30 de Junho estão, de acordo com a Marinha, directamente relacionados com a prática balnear. O último dos casos mortais em praia vigiada ocorreu na praia Martinhal, em Lagos, a 22 de Junho, quando uma pessoa de nacionalidade espanhola, de 42 anos, se afogou por causas ainda desconhecidas. O segundo caso mortal em praia vigiada verificou-se a 10 de Junho na praia D’El-Rey, em Peniche, quando um cidadão inglês de 51 anos morreu vítima de doença súbita na zona da rebentação daquela praia. Relativamente às mortes ocorridas em praias não vigiadas, o último caso aconteceu a 22 de Junho na praia de Nazaré, tendo um homem de idade e nacionalidade desconhecidas sido encontrado a boiar no mar. Um cidadão português de 54 anos morreu vítima de afogamento a 10 de Junho, na praia Apúlia, Viana, quando passeava nas rochas, de onde terá caído para o mar, segundo a Marinha. O terceiro caso mortal em praias não vigiadas aconteceu a 7 de Junho na praia Poço Cruz, Aveiro, quando um homem de 49 anos, também de nacionalidade portuguesa, se afogou devido às correntes marítimas. Já neste mês de Julho, uma mulher com cerca de 60 anos, residente no concelho de Alcobaça, morreu afogada na Praia do Salgado, a sul da Nazaré, quando se encontrava à beira-mar, a molhar os pés e foi apanhada por uma onda e arrastada para a zona de rebentação. Na Foz do Arelho, Caldas da Rainha, foram resgatadas do mar duas crianças, de 10 e 11 anos, que apenas sofreram ferimentos ligeiros. O arranque da época balnear deste ano – que aconteceu a 1 de Junho e se prolonga até 30 de Setembro – conta com um reforço de meios e novos uniformes para nadadores-salvadores, que facilitam a sua identificação. Três dezenas de motas de água (salvamento marítimo) e 26 viaturas todo-o-terreno, do projecto Seamaster (vocacionadas para actuar em zonas não vigiadas) e 800 postos de praia vigiada são os meios disponibilizados pelo Instituto de Socorros a Náufragos (ISN) para garantir a segurança nos 600 quilómetros de praia da costa portuguesa e nas regiões autónomas da Madeira e dos Açores.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Artigos Relacionados

As vantagens de apostar num projeto de cozinha com ilha

Este tipo de cozinhas modernas com ilha, são cada vez mais comuns em Portugal por oferecerem uma estética interessante e serem muito mais práticas do que as cozinhas com uma disposição mais tradicional.

artigo

Quercus atribui Qualidade de Ouro a duas praias do concelho da Nazaré

A associação divulgou a lista das 440 praias com “Qualidade de Ouro”, um valor nunca antes alcançado na história deste galardão que avalia a qualidade das águas balneares nacionais, estando as duas praias costeiras do concelho da Nazaré integradas no ranking de...

245416536 4319795401408206 1376882044721136776 n