Q

Previsão do tempo

13° C
  • Tuesday 19° C
  • Wednesday 19° C
  • Thursday 20° C
14° C
  • Tuesday 22° C
  • Wednesday 24° C
  • Thursday 24° C
13° C
  • Tuesday 23° C
  • Wednesday 25° C
  • Thursday 25° C

Viaturas de socorro precisam-se

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
A viatura de desencarceramento foi comprada em segunda mão e é adaptada para o serviço Bombeiros de Pataias lutam com falta de meios Os soldados da paz pataienses debatem-se com a falta de viaturas de desencarceramento e de combate a fogos urbanos e industriais Carlos Barroso Os Bombeiros Voluntários de Pataias (BVP), têm falta de […]

A viatura de desencarceramento foi comprada em segunda mão e é adaptada para o serviço

Bombeiros de Pataias lutam com falta de meios Os soldados da paz pataienses debatem-se com a falta de viaturas de desencarceramento e de combate a fogos urbanos e industriais Carlos Barroso

Os Bombeiros Voluntários de Pataias (BVP), têm falta de uma viatura de desencarceramento e de uma viatura para combate a fogos industriais, adiantaram ao REGIÃO o segundo comandante da corporação, Nélio Gomes e o presidente da Associação Humanitária dos BVP, Ricardo Santos. “A principal carência com que hoje nos debatemos é a de não possuirmos uma viatura de desencarceramento devidamente equipada, sendo os Bombeiros de Pataias que em todo o distrito de Leiria não possuem uma viatura com essas características”, salientou Ricardo Santos. Por seu lado, o segundo comandante Nélio Gomes referiu que “a viatura que possuímos é de 1989, foi comprada em segunda mão e transformada para esse fim, porque recebemos um kit portátil de desencarceramento”.Uma falta de equipamento particularmente sentida pelos BVP, já que de acordo com Nélio Gomes “os BVP têm de acorrer, em média, a um acidente a cada três dias, que sendo menos frequentes, apresentam-se como de maior gravidade”. “Acidentes em que os sinistrados necessitam de mais meios técnicos, que uma viatura nova e devidamente equipada possui, já que a actual como adaptada, é lenta e não dá condições ideais aos bombeiros para socorrerem os sinistrados” sublinha Nélio Gomes. Aquele operacional lembra os 15 quilómetros de auto-estrada afectos aos BVP e a Linha do Oeste, frisando que “com a actual viatura, numa situação mais grave temos de chamar os bombeiros vizinhos que estão melhores equipados”. Desde o início do ano, os BVP na sua área de intervenção já registaram cinco mortos em acidentes rodoviários e acidentes de trabalho, além de 27 feridos graves e 91 feridos ligeiros. Números que preocupam o comando levando Nélio Gomes a frisar que “se estamos bem equipados a nível de ambulâncias de socorro, assim como de pessoal, já que possuímos mais de metade dos elementos com formação para trabalhar neste serviço na área da saúde, falta-nos a tal viatura de desencarceramento que nos permitiria acudir aos sinistrados em melhores condições e onde cada segundo pode fazer a diferença entre a vida e a morte”.Linha do Oeste, A8 e 150 unidades industriaisNuma outra vertente, os BVP também sentem a falta de uma nova viatura de combate a fogos industriais e urbanos, já que as viaturas existentes, duas têm pouca capacidade de água e são destinadas a uma primeira intervenção, o que causa preocupação ao comandante Nélio Gomes “já que temos aqui na nossa área de intervenção todo o parque industrial de Pataias com cerca de 150 unidades”.O presidente da direcção da Associação de Bombeiros, Ricardo Santos, define “como prioritária a aquisição de um carro de desencarceramento sendo que depois avançaremos para a compra de uma viatura de combate a fogos industriais”. Com o Serviço Nacional de Bombeiros e Protecção Civil a analisar há mais de dois anos um pedido dos BVP para a aquisição de uma viatura de desencarceramento, o arranjar das verbas para a compra das viaturas continua a ser um quebra-cabeças para os soldados da paz pataienses. Para tentarem contornar as dificuldades, os BVP vão avançar com um pedido de apoio junto da REFER e da Auto Estradas do Atlântico, para a concessão de comparticipações financeiras na compra da viatura de desencarceramento, enquanto que os industriais serão solicitados para a viatura de fogos industriais e urbanos.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Artigos Relacionados

EDFR participa na 3.ª edição do Programa RedEscolas AntiCorrupção

O Externato Dom Fuas Roupinho concluiu a última fase do concurso, percurso #3 – Agir para Alterar, da 3.ª edição do Programa RedEscolas AntiCorrupção – Escolas que nos inspiram uma cultura de integridade, uma iniciativa da Associação All4Integrity na luta contra a...

Idoso detido por agressão a polícias

Um homem, de 70 anos, foi detido em flagrante pela Polícia de Segurança Pública (PSP) pelo crime de resistência e coação sob funcionário, depois de ter agredido, ameaçado e injuriado dois agentes da esquadra da Nazaré, no passado dia 5 de maio. De acordo com o...