Q

Previsão do tempo

14° C
  • Friday 13° C
  • Saturday 13° C
  • Sunday 14° C
14° C
  • Friday 14° C
  • Saturday 13° C
  • Sunday 15° C
15° C
  • Friday 14° C
  • Saturday 12° C
  • Sunday 14° C

“O Segredo da Lagoa Escura” Nuno Matos Valente vence Prémio Nacional

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
A obra “O Segredo da Lagoa Escura”, da autoria do escritor Nuno Matos Valente, residente em Alcobaça, foi a grande vencedora da 2.ª edição do Prémio Nacional Literário João de Deus (PNLJD), dedicada à literatura infantil e juvenil. A iniciativa é promovida pelo Município de Silves e pela Caixa de Crédito Agrícola Mútuo “Terras do […]

A obra “O Segredo da Lagoa Escura”, da autoria do escritor Nuno Matos Valente, residente em Alcobaça, foi a grande vencedora da 2.ª edição do Prémio Nacional Literário João de Deus (PNLJD), dedicada à literatura infantil e juvenil. A iniciativa é promovida pelo Município de Silves e pela Caixa de Crédito Agrícola Mútuo “Terras do Arade”.

Neste romance, editado em maio de 2023 pela Bertrand Editora, e construído a partir de uma lenda que apontava para uma provável ligação da Lagoa Escura da Serra da Estrela com a costa ocidental portuguesa, o autor, baseado em acontecimentos do século XIX e personagens reais da História de Portugal, recupera o imaginário fantástico da época e faz o retrato de um final de século onde “a possibilidade de descoberta era ilimitada e a fronteira do desconhecido ficava, tantas vezes, ainda ao pé da porta”.

A 2.ª edição do Prémio Nacional Literário João de Deus pretende impulsionar e reconhecer os escritores que tenham desenvolvido a sua carreira literária no âmbito do livro para crianças e jovens. Luísa Ducla Soares (uma das mais relevantes escritoras portuguesas na área da Literatura Infantil); Ana Maria Magalhães (escritora de livros infanto-juvenis há mais de 30 anos, entre os quais a coleção Uma Aventura); e Rui Marques Veloso (antigo professor adjunto da Escola Superior de Educação de Coimbra, investigador no domínio da Literatura Infantil e fundador da Associação para a Promoção do Livro Infantil e Juvenil) foram os elementos do júri aos quais coube a difícil tarefa de avaliar as 104 obras candidatas a este prémio.

Entre as finalistas encontravam-se mais quatro obras dignas de destaque, nomeadamente: “Chegou o Dia”, de Maria João Viegas; “O Avô Minguante”, de Daniela Leitão; “Carta aos Líderes do Mundo”, de Maria Inês de Almeida; e “O Duelo” de Inês Viegas de Oliveira.

Ao eleger a obra “O Segredo da Lagoa Escura”, de Nuno Matos Valente, como a grande vencedora deste prémio, o júri considera que “o autor pesquisou e recolheu dados em numerosas fontes (registadas na bibliografia consultada) no sentido de uma coerência textual indutora de dúvidas que alimentassem o trabalho de receção.

A leitura de notícias e artigos da segunda metade do século XIX sustenta a criação imaginária de uma expedição científica para recolher provas de uma eventual ligação da lagoa ao mar da costa ocidental portuguesa; o potencial de mistério, que desafia a lógica racional e o espírito científico, conduz a uma sábia gestão da expectativa do leitor. Constata-se a construção de uma lógica interna que alimenta um texto vivo, coerente e desafiador.

A qualidade literária do discurso mantém-se ao longo da narrativa, desafiando-nos e alimentando a pergunta – «E se fosse verdade?». Em suma, a originalidade do tema e a qualidade literária do texto justificam a escolha desta obra, por unanimidade do júri, para a atribuição do Prémio Nacional Literário João de Deus”.

Nuno Matos Valente receberá um prémio no valor pecuniário de dez mil euros, em cerimónia a realizar no próximo dia 8 de março, no âmbito das comemorações do 194.º aniversário do poeta e pedagogo, em São Bartolomeu de Messines, terra Natal de João de Deus.

Do seu percurso literário, destaque ao seu envolvimento na qualidade de autor de manuais escolares, desde 2009; da publicação da coleção juvenil «A Ordem do Poço do Inferno» (de 2012 a 2016) e do livro infantil “Os Guardiões do Planeta” (2020), ambos recomendados pelo Plano Nacional de Leitura.

Escreveu, ainda, o “Bestiário Tradicional Português – As Criaturas Fantásticas do Imaginário Popular” (2016) e, em 2019, foi-lhe atribuída uma Bolsa de Criação Literária pela Direção Geral dos Arquivos, dos Livros e das Bibliotecas (DGLAB – Ministério da Cultura), da qual resultou a obra ora premiada.

O Prémio Nacional Literário João de Deus é uma iniciativa, bianual, que pretende honrar a memória deste insigne escritor nascido em São Bartolomeu de Messines (cuja obra representa um património da mais elevada importância para a cultura regional e nacional), e, simultaneamente, fomentar e incentivar a produção e a criação literária em língua portuguesa, premiando, em cada edição, e de forma alternada, diversas categorias literárias. Na sua 1.ª edição, realizada em 2021, dedicada ao género Poesia, foi vencedora a obra “Frentes de Fogo”, de A.M. Pires Cabral. A 3.ª edição do PNLJD será lançada em março de 2025.

Sinopse da obra “O Segredo da Lagoa Escura”

Em agosto de 1881, partia da Gare de Santa Apolónia de Lisboa uma expedição inspirada pelas grandes incursões dos exploradores portugueses Serpa Pinto, Roberto Ivens e Brito Capelo ao coração africano. Lideradas pelo próprio Capelo e pelo médico Sousa Martins, vinte e três carruagens carregadas de homens e material científico partiam à descoberta de cumes inóspitos e neves perpétuas, de lendas de marés e naufrágios em lugares longe do mar, guiados, sem saberem, pela história da baleia mais famosa do mundo. Nesta história, baseada em acontecimentos e personagens reais da História de Portugal, o autor recupera o imaginário fantástico da época e faz o retrato de um final de século onde a possibilidade de descoberta era ilimitada e a fronteira do desconhecido ficava, tantas vezes, ainda ao pé da porta.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Artigos Relacionados