Q

Previsão do tempo

12° C
  • Monday 13° C
  • Tuesday 15° C
  • Wednesday 15° C
12° C
  • Monday 12° C
  • Tuesday 16° C
  • Wednesday 15° C
13° C
  • Monday 12° C
  • Tuesday 15° C
  • Wednesday 15° C

Projeto da Mobilidade Suave vai ser reformulado após chumbo da primeira candidatura

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
A primeira candidatura do projeto Mobilidade Suave entre os concelhos da Nazaré e Alcobaça não foi aceite e vai ser reformulada. Herminio Rodrigues garante que ambos os Municípios estão a trabalhar na reformulação do projeto para que esteja apresentável ao próximo quadro comunitário, tal como foi indicado pela CCDR. “É uma obra só possível concretizar […]

A primeira candidatura do projeto Mobilidade Suave entre os concelhos da Nazaré e Alcobaça não foi aceite e vai ser reformulada.

Herminio Rodrigues garante que ambos os Municípios estão a trabalhar na reformulação do projeto para que esteja apresentável ao próximo quadro comunitário, tal como foi indicado pela CCDR.

“É uma obra só possível concretizar com a ajuda de fundos comunitários”, disse Herminio Rodrigues.

O projeto visa a Recuperação Ambiental e Mobilidade Suave no Rio Alcoa. Os dois concelhos ficarão ligadas por uma via de circulação amiga do ambiente, numa extensão de 12 kms, a criar do lado direito da margem do Rio, que ficará equipada com ciclovia, passeio pedonal e uma via para o transporte elétrico de passageiros.

O percurso a construir, que passará por território das freguesias União Alcobaça e Vestiaria; Maiorga; Bárrio (concelho de Alcobaça); Valado dos Frades e Famalicão (Nazaré), visa promover a mobilidade suave multimodal, com o atrativo da paisagem rural; a utilização de formas de energia menos poluentes e mais amigas do ambiente; e servir de alternativa à estrada nacional.

Para além da valorização ambiental e paisagística, através da recuperação ambiental, limpeza e desobstrução do rio, o projeto visa a construção de uma via, que ficará paralela ao rio.

Titulo-Requalificação dos antigos Paços do Concelho da Pederneira aprovada

O projeto de requalificação do edifício da antiga câmara, na Pederneira, para onde está destinada a instalação do tribunal, foi aprovado pelo Instituto de Gestão Financeira e Equipamentos de Justiça.

Walter Chicharro, que anunciou a aprovação durante a última reunião camarária, falou de um “um processo extremamente longo, extremamente moroso”, mas que agora vê luz verde para arrancar

O Presidente da Câmara voltou a sublinhar que só aceitaria o Município da Nazaré, proprietário do edifício, como dono da obra, tendo sido esta uma das principais questões de prolongamento do debate entre entidades.

A obra pode ser lançada a concurso a breve prazo, estimando-se que seja visível durante o próximo ano.

O município cedeu há 3 anos o edifício ao Ministério da Justiça para ali funcionar o Tribunal da Nazaré. A obra está avaliada em 400 mil euros.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Artigos Relacionados

Timorenses acolhidos por Alcobaça aguardam ofertas de emprego

40 migrantes de nacionalidade timorense foram alojados na Pousada da Juventude de Alfeizerão, em Alcobaça. “São na maioria jovens entre os 20 e os 30 anos, que vieram encaminhados pela Segurança Social de Leiria”, segundo o presidente da Câmara de Alcobaça,...