Q

Previsão do tempo

15° C
  • Friday 18° C
  • Saturday 21° C
  • Sunday 25° C
16° C
  • Friday 20° C
  • Saturday 25° C
  • Sunday 29° C
16° C
  • Friday 21° C
  • Saturday 25° C
  • Sunday 29° C

Cirurgia para varizes nas pernas: considerações no pré-operatório

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
Por norma, a cirurgia para varizes nas pernas é o método de tratamento escolhido quando a alternativa, menos invasiva, não é a melhor opção. Contudo, os pacientes costumam apresentar alguns receios.
(Vidal Balielo Jr. / Pexels.com)

Por norma, a cirurgia para varizes nas pernas é o método de tratamento escolhido quando a alternativa, menos invasiva, não é a melhor opção. Contudo, os pacientes costumam apresentar alguns receios.

Tal como acontece com qualquer procedimento cirúrgico, a cirurgia de varizes requer alguns cuidados por parte do paciente. O receio de que algo possa não correr como esperado ou o medo do período pós-operatório pode levar muitos pacientes a desistir da cirurgia.

Se procura saber um pouco mais sobre a cirurgia para varizes nas pernas continue a ler este artigo.

Quando é que é recomendada a cirurgia para as varizes nas pernas?

Tal como em qualquer outra área, o recurso à cirurgia vascular é determinado pelo médico especialista que, neste caso, é o cirurgião vascular.

A cirurgia de varizes deve ser decidida baseada em vários elementos de ordem clínica, combinando as queixas do doente, o exame objetivo (aquilo que o médico observa na consulta) e exames complementares de diagnóstico, habitualmente o eco Doppler venoso dos membros inferiores.

Alguns elementos a ter em consideração para se ponderar a cirurgia de varizes são:

  • os sintomas do doente (dor, sensação de cansaço e inchaço, …);
  • a história e apresentação clínica (varizes, inchaço nas pernas, alterações da cor ou textura da pele, úlceras ativas ou cicatrizadas, …)
  • o eco-Doppler a revelar insuficiência das veias.

Cabe ao cirurgião vascular integrar todos estes elementos e discuti-los com o paciente de forma a determinar qual o tratamento mais adequado para cada caso.

Se a cirurgia de varizes for opção, em que consiste esta intervenção?

A cirurgia de varizes consiste em excluir as veias afetadas da circulação venosa. Para isso, opta-se essencialmente por duas abordagens distintas: a excisão (remoção das veias mal funcionantes) ou ablação (em que a veia é inutilizada “por dentro”).

Quando um dos eixos venosos superficiais principais (veia safena interna, safena externa, ou similar) revelam-se insuficientes podem ser submetidos a ablação, sendo as técnicas preferenciais e com maior evidência clínica, a ablação térmica por radiofrequência e o laser.

Deste modo, não é necessário extrair o vaso, é apenas realizado um pequeno corte na pele de forma a introduzir um cateter na veia que irá produzir energia térmica (através da radiofrequência ou laser) ao longo de toda a veia, promovendo assim o encerramento do seu lúmen.

Quando, por alguma razão, não é possível implementar a técnica ablativa, o doente pode ser submetido à excisão da veia, técnica designada por stripping. Esta técnica consiste na realização de dois cortes: um na região da virilha e outro no tornozelo. Através das aberturas, o cirurgião vascular introduz um cabo de aço fino que ajuda na remoção da veia.

Adicionalmente, é também frequentemente utilizada de forma complementar à ablação ou stripping da veia a miniflebectomia de varizes.

Que cuidados a ter após a cirurgia para varizes nas pernas

Antes do procedimento, o cirurgião vascular dará indicação de todos os cuidados a ter no período pós-operatório.

Contudo, é importante reter alguns pontos importantes:

  • deambulação precoce (a não ser que indicação médica contrária), alternada com repouso e elevação do membro;
  • uso diário das meias de compressão elástica, pelo menos, durante o tempo mínimo recomendado pelo médico;
  • tomar a medicação prescrita e realizar os pensos segundo as indicações médicas;
  • não faltar à consulta de avaliação pós-operatória.

O que é preciso saber antes de fazer a cirurgia para varizes nas pernas

A cirurgia para varizes nas pernas é habitualmente o tipo de procedimento que mais vezes o cirurgião vascular realiza. É uma técnica globalmente segura e que oferece uma melhoria significativa na qualidade de vida do paciente.

É importante que planeie bem a realização da sua cirurgia vascular, pois no período pós-operatório poderá ter que ficar profissionalmente condicionado, entre 1 dia até 7 a 10 dias, dependendo do tipo de cirurgia e profissão em questão.

Orientações do pré-operatório da cirurgia para varizes nas pernas

Agora que já sabe como é que é o procedimento cirúrgico às varizes nas pernas, assim como o seu pós-operatório, está na altura de falar dos cuidados que deve ter antes da cirurgia.

Embora as indicações possam ser diferentes de caso para caso, as principais recomendações para o pré-operatório da cirurgia de varizes são:

  • Ser admitido no hospital cumprindo o tempo de antecedência solicitado;
  • Levar os exames solicitados;
  • Realizar uma adequada higiene no dia da cirurgia;
  • Não aplicar cremes hidratantes, óleos, entre outros no dia da cirurgia.

É importante seguir todas as indicações médicas no pré e pós-operatório e, sempre que existirem dúvidas, deverá colocá-las ao seu cirurgião vascular.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Artigos Relacionados

Festas do Sítio com “prata da casa”

A animação popular das festas em honra de Nossa Senhora da Nazaré continuará a realizar-se no Parque Atlântico, o Sítio que reunirá gastronomia, música e muita diversão. As festas da Nazaré vão decorrer de 7 a 18 de setembro, no Parque Atlântico (Sítio, Nazaré),...

rancho

Faleceu o investigador Adriano Luís Monteiro

O investigador Adriano Luís Monteiro faleceu no passado dia 3 de agosto. A residir há vários anos na freguesia de Famalicão, na Nazaré, o investigador manteve sempre a ligação à sua terra de origem e foi autor de várias publicações de âmbito histórico e uma das...

adriano luis monteiro