Q

Previsão do tempo

16° C
  • Tuesday 17° C
  • Wednesday 18° C
  • Thursday 25° C
17° C
  • Tuesday 17° C
  • Wednesday 21° C
  • Thursday 28° C
17° C
  • Tuesday 18° C
  • Wednesday 22° C
  • Thursday 28° C

“The Quest for the Lost Map” de Isabel Ricardo recebe o Literary Titan Book Awards com a medalha de ouro

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
O livro da autora nazarena, Isabel Ricardo, intitulado "The Quest for the Lost Map", foi premiado com o Literary Titan Book Awards com a medalha de ouro.

O livro da autora nazarena, Isabel Ricardo, intitulado “The Quest for the Lost Map”, foi premiado com o Literary Titan Book Awards com a medalha de ouro.

“Não resisto a partilhar uma notícia maravilhosa que me chegou no dia 3!  É com imensa alegria que informo que o meu livro foi premiado”, escreveu a autora de vários livros publicados, e agora também (alguns) traduzidos.

“O Literary Titan Book Awards é concedido a livros que nos surpreenderam e maravilharam com estilos de escrita únicos, mundos vívidos, personagens complexos e ideias originais. Esses livros merecem elogios extraordinários e temos o orgulho de reconhecer o trabalho árduo, a dedicação e a imaginação desses autores talentosos.

O Gold Award é concedido a livros que consideramos perfeitos na transmissão de conteúdo original, desenvolvimento meticuloso de personagens únicos num ambiente orgânico e marcante, enredo inovador e prosa elegante que transforma palavras em livros lindamente escritos.” – Literary Titan

“The Quest for the Lost Map” (Em Busca do Mapa Perdido), publicado pela editora americana Underline Publishing e com o apoio à tradução do Instituto CAMÕES e da DGLAB já havia sido agraciado, no dia 23 de dezembro, com 5 estrelas pela LITERARY TITAN, recebendo um comentário bastante favorável e entusiasta. (Literary Titan é uma organização americana de editores profissionais, escritores e professores apaixonados pela palavra escrita.)

“Em Busca do Mapa Perdido”, de Isabel Ricardo, começa por nos levar de volta a 1307. Foi emitida uma ordem secreta pelo Rei Filipe IV para capturar, aprisionar, torturar e matar todos os Cavaleiros Templários em França. No entanto, chegaram aos ouvidos do Grão-Mestre, Jacques de Molay, rumores do plano. Este encarrega o Templário Jean-Luc de escapar à captura, confiando nele para guardar e manter em segurança um mapa muito importante. Jean-Luc foge para terra segura em Portugal, onde não pode ser capturado, com o mapa bem escondido. Uma vez lá, vive o resto da sua vida com outros Cavaleiros Templários, a salvo da severa sentença do Rei Filipe IV.

Avançando para o dia presente. A Gabriela e aos seus filhos, André e Inês, é-lhes oferecida a oportunidade de passar férias em Sesimbra. O único senão é que terão que levar consigo Miguel, o filho problemático de um amigo da família. Já de férias, conhecem a misteriosa Sara, uma adolescente com um segredo obscuro.

Ao mesmo tempo, um grupo de homens foi contratado para procurar o mapa secreto de há tanto tempo atrás. Através de atribulações e muita aventura, os adolescentes e os perigosos homens acabam com a mesma missão; encontrar o mapa que os levará ao Santo Graal.

A autora escreve de uma forma que o atrai para a história imediatamente. Desde a primeira linha até à última, os leitores estarão completamente imersos e a imaginar o que irá acontecer a seguir. A história de Jean-Luc e os Templários é baseada em factos reais na História que irão seduzir os leitores ávidos de ficção histórica. A autora faz um excelente trabalho a descrever a cena sem se tornar redundante. Alinhavou muito bem a história dos Templários do Rei Dinis sem “palha” desnecessária.

Em Busca do Mapa Perdido o ritmo acelera quando chega ao tempo presente. Os leitores irão rir e identificar-se com a relação entre os irmãos André e Inês. Inês é a típica irmã, irritada por tudo o que o irmão faz. No entanto, quando é necessário, estão lá um para o outro. Foi bom vê-los amadurecer, também, através de lições aprendidas com Miguel e Sara. O passado atribulado de Sara fê-la crescer rapidamente, mas certamente ensinou aos seus novos amigos umas lições de vida importantes.

Este livro mostra a forte ligação de amizade entre os adolescentes, todos se juntam para ajudar uma jovem em dificuldade. Sara não teve uma vida fácil e não está habituada a que estejam dispostos a ajudá-la. Apesar de terem acabado de a conhecer, todos realmente se juntam para a ajudar a sair da sua situação. A união e laços estreitos que se formam entre eles lembram-nos que ainda existem boas pessoas por aí. Claro, que não se diga que os jovens não tentam tratar dos assuntos com as suas próprias mãos quando as coisas não acontecem rápido o suficiente para o seu gosto.

No que toca ao grupo de homens que procuram o mapa secreto, eles são, supostamente, perigosos. Em vez disso, eles parecem mais carrancudos e irritadiços do que ameaçadores. Isabel Ricardo faz um ótimo trabalho a inserir humor em que os adolescentes levam a melhor sobre os homens em mais do que uma ocasião.

Em Busca do Mapa Perdido: o Livro 1 da Trilogia do Porto do Graal irá entreter os amantes da ficção histórica, especialmente aqueles que têm uma paixão pelos Cavaleiros Templários. Os leitores que gostam de ficção para jovens adultos deleitar-se-ão ao seguir as aventuras e travessuras dos adolescentes. Este é um excelente começo para a série.”

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Artigos Relacionados

NAZARÉ NO SEU OLHAR: lançamento no Dia do Livro

Foi no Dia Mundial do Livro, na Biblioteca Municipal da Nazaré, que o autor Diamantino Gonçalo deu a conhecer a sua nova obra poética, NAZARÉ no seu olhar, que conta com contributos de outros autores. A receita da venda do livro reverte a favor da CERCINA. No...

20220423 160214

Mário Cerol assumiu o Comando dos Bombeiros Voluntários da Nazaré

O novo comandante dos Bombeiros Voluntários da Nazaré tomou posse do cargo, no passado dia 25 de abril, uma cerimónia que contou com a presença da população e das entidades convidadas. Mário Cerol falou em compromisso, responsabilidade e em gratidão pelo convite...

mario cerol