Q

Previsão do tempo

20° C
  • Tuesday 20° C
  • Wednesday 20° C
  • Thursday 22° C
21° C
  • Tuesday 21° C
  • Wednesday 24° C
  • Thursday 27° C
20° C
  • Tuesday 20° C
  • Wednesday 24° C
  • Thursday 27° C

PCP pede apoios para regularizar situação dos trabalhadores da SPAL

JL

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
O PCP pediu ao Governo a tomada de medidas urgentes para regularizar a situação dos trabalhadores da SPAL, na Nazaré, cujo subsídio de Natal está a ser pago em prestações por dificuldades económicas da empresa.

Numa pergunta dirigida à ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho, o PCP acusa a Sociedade de Porcelanas de Alcobaça (SPAL), de ter em curso uma reestruturação em que “os cortes e ajustamentos têm sido sempre feitos à custa dos trabalhadores”.

Em causa está o pagamento fracionado do subsídio de Natal, denunciado em dezembro de 2020 pelas concelhias comunistas da Nazaré e de Alcobaça, depois de a empresa ter decidido o pagamento de 25%, deixando os restantes 75% por regularizar em mais três prestações.

“Ganha contornos ainda mais gravosos tendo em conta que atravessamos um período de enormes dificuldades para a maior parte das famílias em Portugal”, referem os deputados no documento enviado, em que acusam a SPAL de estar “a reter indevidamente” parte do subsídio dos trabalhadores.

De acordo com o PCP, a SPAL recebe por parte da Segurança Social “o montante relativo a 50% do referido subsídio referente aos trabalhadores que se encontram em ‘lay-off’. Logo, está a reter indevidamente 25% do subsídio que deveria ser entregue imediatamente a estes trabalhadores”, além de “incumprir com a parte que lhe cabe”.

Em dezembro, numa resposta à agência Lusa, a empresa justificou o pagamento de apenas 25% do subsídio com as “dificuldades económicas que se encontram espelhadas no Processo Especial de Revitalização [PER]”, que avançou em setembro de 2020, para responder à “crise empresarial” agravada pela queda abrupta e significativa da economia mundial, causada pela pandemia de covid-19.

Questionada pela Lusa, a empresa afirmou hoje estar “previsto o pagamento das restantes tranches de 25% nos meses seguintes”.

Tendo em conta os prejuízos acumulados, sobretudo nos últimos dois anos, a SPAL tem vindo a tomar medidas de reestruturação, entre as quais o despedimento de 38 trabalhadores e rescisões por mútuo acordo com outros 30 por não ter havido a retoma significativa de encomendas.

A empresa manteve os restantes 270 postos de trabalho.

O PCP quer agora saber se o Governo tem conhecimento da “grave situação” que enfrentam os trabalhadores da SPAL e que “medidas urgentes” estão a ser tomadas para que sejam respeitados os direitos dos trabalhadores.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Artigos Relacionados

Braga de novo “Brilhante” levantouo troféu da Euro Winners Cup

Futebol de Praia: ACD O Sotão ficou no 3º lugar da prova. Decorreu na praia da Nazaré de 8 a 16 de Junho, o Euro Winners Cup. O estádio do Viveiro Jordan Santos e campos adjacentes foram o palco de inúmeros jogos, nas vertentes masculinas e femininos. Na grande...

448561289 18440336599000110 8585624812273994783 n

O sonho tornou-se real e o NDFAC subiu à elite do andebol nacional

Andebol: Nazaré tem pela primeira vez uma equipa no Nacional da 1ª Divisão em seniores masculinos Em jogo da 10ª e última jornada da Fase Final do Campeonato Nacional da Divisão de Honra de Seniores Masculinos, o Nazaré Dom Fuas Andebol Clube de Paulo Félix perdeu...

img 2816 copiar 1 2500 2500

Relatório de Gestão Consolidado do Município

Nazaré O Relatório de Gestão Consolidado do Município da Nazaré foi 2023 foi aprovado com 4 votos e 3 contra na reunião de Câmara do passado dia 7 de junho. De acordo com o documento, o passivo do Grupo Municipal apresentou, a 31 de dezembro de 2023, um valor de...

reuniao