Q

Previsão do tempo

14° C
  • Tuesday 16° C
  • Wednesday 19° C
  • Thursday 18° C
14° C
  • Tuesday 17° C
  • Wednesday 21° C
  • Thursday 19° C
11° C
  • Tuesday 14° C
  • Wednesday 21° C
  • Thursday 19° C

Cooperativa de fruticultores de Alcobaça despede no período experimental

Paulo Alexandre

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
O portal despedimentos.pt denuncia a existência da prática de despedimentos na Cooperativa Agrícola de Alcobaça.

De acordo com o portal, a Narc Frutas faz sistematicamente contratos a prazo com trabalhadores para substituir funcionários em baixa médica e depois despede-os invocando o período experimental, fugindo ao dever de pagar as respetivas compensações por caducidade do contrato.

O portal que recebe denúncias de abusos laborais dá conta que a administração da Narc, cooperativa de fruticultores em Alcobaça, “está a despedir trabalhadores precários durante o período experimental”.

Os relatos que chegaram ao site apontam para “vários” trabalhadores que “têm vindo a ser recrutados com contratos a prazo, com o objetivo de substituir funcionários do quadro que se encontram em baixa médica”.

“Quando a baixa termina e esses funcionários regressam ao trabalho, “os precários são imediatamente despedidos invocando o período experimental”. Isto apesar de “em muitos casos”, os contratos em causa “terem uma duração de vários meses”, refere o portal.

O despedimentos.pt escreve que “estes trabalhadores são descartados passados apenas alguns dias, em alguns casos, menos de uma semana depois de iniciarem funções”. Isto significa que “a administração assume um compromisso pelo tempo que está contratado e leva os trabalhadores a aceitar condições que não se verificam, usando o período experimental como uma forma de descartar estas pessoas no momento que considera mais oportuno, fugindo ao dever de pagar as respetivas compensações por caducidade do contrato”.

Para além disso, as mesmas denúncias indicam “omissões na folha salarial e nos acertos de contas quando os trabalhadores são despedidos, nomeadamente com a falta de pagamento dos subsídios de alimentação”. Estará também “a ser imposta uma carga horária superior às 8 horas diárias previstas, não sendo feito o respetivo pagamento do trabalho extraordinário que é realizado”.

A Narc Frutas é uma cooperativa de fruticultores da região de Alcobaça fundada em 1998, que armazena em instalações próprias e comercializa a produção que resulta de uma área de produção de 220 hectares.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Artigos Relacionados

A maçã de Alcobaça é a que consome menos água a nível europeu

A produção da Maçã de Alcobaça faz uso eficiente da rega. Em média, 60 litros de água dão para cultivar um quilo de maçãs de Alcobaça. Em Espanha, para produzir um quilo do mesmo fruto são precisos 250 litros de água. “Somos a região da Europa, claramente, que usa...

maca

Real Abadia Congress & Spa Hotel comemora o 9º aniversário

O Real Abadia Congress & Spa Hotel está a comemorar o seu 9º aniversário.  Depois de dois anos em que o sector do turismo sofreu um forte abrandamento, a direção unidade, inaugurada em 2013, quer olhar para o futuro com confiança, e está fortemente...

real

Miramar investe 3 milhões de euros no agroturismo em Évora

O Grupo Miramar, da Nazaré, investiu 3 milhões na aquisição da Quinta do Louredo no concelho de Évora. O empresário Serafim Silva, responsável pelo grupo, explicou ao jornal de Leiria que em causa está um investimento de cerca de três milhões de euros num...