Q

Previsão do tempo

5° C
  • Tuesday 12° C
  • Wednesday 12° C
  • Thursday 13° C
4° C
  • Tuesday 13° C
  • Wednesday 13° C
  • Thursday 13° C
3° C
  • Tuesday 12° C
  • Wednesday 13° C
  • Thursday 13° C

Casa-Museu Mário Botas sem data para abrir

JL

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
A Casa-Museu Mário Botas, instalada na Vieira Guimarães, começou a ser construída em julho de 2002, mas a data da sua abertura ao público, embora tenha sido anunciada por diversas vezes, continua a ser desconhecida.

Grande parte do terreno onde foi construído o museu pertencia à família Botas, mas uma parcela de 200 metros quadrados era da autarquia, tendo esta introduzido uma cláusula de reversão do espaço no documento de cedência para que precaver o futuro e no caso da extinção da fundação.

De acordo com a administração, o registo da obra tem sido um processo complicado nas conservatórias.

“O registo foi atribulado por conta da cedência de parte do terreno pelo Município da Nazaré e da cláusula de reversão dessa parcela de terreno no caso de a Fundação deixar de perseguir os seus objetivos de criação, pelo que tivemos que legalizar a situação e iremos proceder ao registo do edifício”, refere António Jesus Fialho.

Para além desta dificuldade, há outras, relacionadas com a estrutura do edifício, e que estarão a dificultar o encerramento do processo de obra.

“O processo de construção foi um bocado atribulado, com a falência de dois empreiteiros e assunção da administração da obra por parte do Conselho de Administração. Estamos na fase de aprovação do projeto de segurança contra incêndios, e já se contam 3 desde que se iniciou a obra há 17 anos, devido, em parte, às constantes alterações da lei. Estamos a tentar negociar porque há coisas que não conseguimos modificar, já que são relativas à estrutura construída, e estamos a tentar chegar a entendimento dentro das exigências legais tanto mais que há muitos edifícios públicos que funcionam sem estarem a cumprir as recomendações da Proteção Civil”.

A administração acredita que quando tiver concluído o registo do edifício e aprovado o plano de segurança “terá reunidas as condições para obter a licença de utilização” e abrir portas.

Apesar da atual situação causada pela pandemia do Covid-19, a administração compromete-se a procurar fazer a abertura do espaço até ao final deste ano.

“Vamos tentar, mas não há certezas de até ao final do ano ou início do próximo conseguirmos”.

Quem foi Mário Ferreira da Silva Botas

Mário Ferreira da Silva Botas nasceu a 23 de dezembro de 1952, na Nazaré, terra dos seus pais e onde fez os estudos primários e secundários.

Aluno brilhante do ensino primário, terminou o secundário com altas classificações e foi dispensado do exame de admissão à faculdade de Medicina de Lisboa, onde ingressou em 1970. Licenciou-se com distinção em julho de 1975, mas quase não chegou a exercer medicina.

Surpreendido por uma leucemia em 1977, dedica-se exclusivamente à pintura que há muito o seduzia, e o levava nas férias a conviver com pintores estrangeiros.

Essa decisão, mas também a esperança da cura, levou-o a Nova Iorque, onde fez, em 1978, uma exposição individual na galeria Martin Summers. Regressado a Lisboa, em 1980, entregou-se à criação, à preparação de exposições e outras atividades artísticas.

Faleceu no dia 29 de setembro de 1983 no Hospital da Cruz Vermelha.

Mário Botas, um dos expoentes maiores da arte portuguesa da segunda metade do século XX, está representado em muitas coleções de Arte. Das muitas exposições da sua imensa obra, destaca-se a retrospetiva que esteve patente no Centro Cultural de Belém em 1999.

A Fundação Casa Museu Mário Botas, ou Fundação Mário Botas, é uma instituição de direito privado e de utilidade pública, instituída pelo pintor Mário Botas no seu testamento público de seis de Junho de 1983.

A obra do edifício da FMB encontra-se em fase de conclusão.

A Fundação entregou um espólio de cerca de 650 obras à Coleção Berardo para conservação, tendo encontrado vários desenhos e pinturas esquecidos, na antiga casa do artista em Lisboa.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Últimas

Artigos Relacionados

Expectativas de futuro e escolha vocacional de estudantes

Município e Associação Inspirar o Futuro juntam-se para orientar alunos do 9º e secundário no rumo mais acertado para o futuro A Associação Juvenil Inspirar o Futuro esteve, no passado dia 6, na Escola C+S Amadeu Gaudêncio para uma de várias sessões previstas...

expectativas de futuro