Q

Previsão do tempo

13° C
  • Thursday 13° C
  • Friday 13° C
  • Saturday 13° C
13° C
  • Thursday 12° C
  • Friday 14° C
  • Saturday 13° C
13° C
  • Thursday 12° C
  • Friday 14° C
  • Saturday 13° C

Homem identificado por furto de aves em São Martinho do Porto

Paulo Alexandre

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
O Núcleo de Proteção Ambiental de Caldas da Rainha apreendeu 13 cães de raça considerada potencialmente perigosa e recuperou 40 aves furtadas em várias localidades do distrito de Leiria, divulgou a GNR.

Os animais foram apreendidos na quinta-feira dia 22 e no sábado dia 24 de novembro, nas localidades de Moita (Marinha Grande) e Maceira, na sequência de “uma investigação por furto de aves” ocorrida em novembro, em São Martinho do Porto e Porto de Mós, informou a GNR em comunicado.

Na operação foram realizadas duas buscas não domiciliárias que culminaram com a identificação de um homem, suspeito de furtar “as aves que se encontravam em espaços exteriores às residências, nomeadamente varandas e anexos”, e a recuperação de 32 periquitos ingleses, seis caturras e dois papagaios “amazona aestiva”, que foram restituídos aos proprietários.

Foram ainda “detetadas outras infrações” que, segundo a GNR, resultaram na apreensão de 13 cães de raça pit-bull, “por criação/reprodução de raça potencialmente perigosa fora de centros de hospedagem e sem licença de funcionamento emitida pela Direção-Geral de Alimentação e Veterinária”.

Entre as 40 aves apreendidas, 14 foram por falta de registo para detenção de espécies exóticas e englobam periquitos red rumped “psephotus haematonotus”, periquitos-cabeça-de-ameixa “psittacula cyanocephala”, aratingas jandaia, papagaios amazona amazónicos, periquito moustache e agapornis fischeri.

Foram também apreendidas dez aves por falta de registo de criador de espécies integradas na lista da Convenção de Berna, nomeadamente da fauna europeia: pintassilgos “Carduelis Carduelis”, bicos-de-lacre “Estrilda Astrild” e verdilhão “Chloris chloris” e outras cinco (um tordo malhado e quatro faisões) por detenção de espécies cinegéticas sem devida autorização do Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas.

O homem, de 23 anos, foi constituído arguido e sujeito à medida de coação de termo de identidade e residência (TIR).

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Artigos Relacionados

Simulação de roubo de telemóveis para receber dinheiro do seguro

Um casal residente na Nazaré simulou um assalto para poder receber cerca de dois mil euros do seguro. Foram as contradições nos depoimentos que acabaram por desmontar a mentira e agora os dois vão responder por simulação de crime e possível tentativa de burla. O...

Detido em flagrante por violência doméstica

Um homem de 30 anos foi detido por violência doméstica, na sequência de uma denúncia a dar conta da situação que foi, rapidamente, acompanhada pelos militares do posto da GNR de Valado dos Frades. Os militares presenciaram o agressor a proferir ameaças à vítima,...

gnr