Q

Previsão do tempo

15° C
  • Monday 18° C
  • Tuesday 17° C
  • Wednesday 18° C
16° C
  • Monday 20° C
  • Tuesday 18° C
  • Wednesday 20° C
16° C
  • Monday 21° C
  • Tuesday 18° C
  • Wednesday 22° C

Orçamento de 37 milhões para governar Alcobaça em 2018

Paulo Alexandre

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
Foi aprovado o Orçamento da Câmara de Alcobaça para 2018 no valor de 37 milhões de euros.

Os centros escolares de Turquel, Cela, Alfeizerão e Pataias, Parque Verde e a Unidade de Saúde Familiar da Benedita são algumas das obras previstas no plano para o próximo ano.

Na educação, os alunos do 1º e 2º ciclos do ensino básico vão beneficiar da oferta de manuais escolares, assim como dos materiais.

O executivo tinha prometido alargar a oferta de manuais ao 2º ciclo do ensino básico, mas com o Orçamento de Estado a assumir essa responsabilidade, a Câmara irá oferecer os materiais ao 5º e 6º ano, como já faz no pré-escolar e no 1º ciclo, como forma de apoiar a continuação dos estudos e aliviar o esforço de investimento por parte das famílias.

Para além das obras em curso, a requalificação da Av. Joaquim Vieira Natividade (desde o Merco até ao mercado municipal), o projeto multiusos (previsto para o Merco); Parque Verde, Requalificação da Casa da Vila (Benedita), diversos alcatroamentos, a requalificação da Avenida Rainha Santa Isabel (Pataias) estão previstas, assim como a execução do que está contratualizado a nível de fundos comunitários, o que fará de 2018 “um ano de obra e de inaugurações”, disse Paulo Inácio, Presidente da Câmara, que espera fazer a abertura oficial de vários investimentos em meados do próximo ano, como “os centros escolares da Cela e Turquel, assim como a requalificação do centro de saúde de Turquel.”

No final de 2018, deverá avançar o projeto pedonal entre Alcobaça e Nazaré, uma parceria entre os dois municípios.

PS e CDSPP votaram a favoravelmente ao Orçamento apresentado.

O PS fala de um Orçamento de continuidade que “não acrescenta nada de novo, prevendo a conclusão de obras já iniciadas e outras prometidas. As opções são as mesmas, não se registando, para já, uma diferente dinâmica por parte do executivo maioritário”.

Apesar de não notar diferenças, o PS refere que “nas eleições de há dois meses o Partido Social Democrata reforçou a sua votação e recuperou a maioria no executivo. Foi a confirmação por grande parte do eleitorado da concordância com as políticas e as opções de gestão e investimento praticadas pelo executivo municipal”, e lembra que também reforçou a sua votação, e “tem a obrigação de propor e implementar o maior numero de propostas do seu próprio programa eleitoral, desde que não colida com as opções do programa eleitoral mais votado no sufrágio de 1 de outubro”.

Sobre a opção de votação, o PS refere que “a confirmação da adjudicação da 1ª fase da ALEB/ZER da Benedita a ampliação da rede de saneamento, a par das propostas apresentadas pelo PS Alcobaça que forem aceites na generalidade, é um sinal de abertura ao trabalho conjunto”.

“O Orçamento Participativo, a criação do Cartão do Munícipe, a criação de rota dos fontanários públicos, a par de um programa para a sua recuperação, a elaboração de portais de promoção de Alcobaça, entre outras obras e propostas não menos importantes, que foram aceites na generalidade e ainda a proposta de dialogar sobre a reforma do Parque de Negócios ainda em 2018, são medidas com especial relevo para os que acreditaram em nós e no manifesto eleitoral que apresentamos.

Nesse pressuposto, entendemos, dar uma enorme responsabilidade politica ao novo executivo, votando os vereadores do partido socialista a favor do orçamento para o ano de 2018”.

Por seu lado, Carlos Bonifácio (CDS/PP) pediu a clarificação da “aposta no turismo na cidade de Alcobaça, e do desenvolvimento económico do concelho de Alcobaça” e propôs “o compromisso de em 2018 serem elaborados os projetos de execução/especialidades e lançamento da empreitada até ao final do próximo ano da construção do Welcome Center (Requalificação do Mercado Municipal de Alcobaça) e apresentação do projecto da envolvente”.

A conclusão do projeto de execução das infraestruturas da futura Ale/Benedita (1ª fase) e o lançamento da empreitada até ao final do ano foram as contrapropostas do CDS para aprovar os Documentos Previsionais para 2018.

Quanto às dificuldades de instalação da Loja do Cidadão na cidade de Alcobaça (instalar no mesmo espaço todos os serviços públicos), o CDSPP sugeriu a opção pelo espaço cidadão e balcão único.

“Os Documentos Previsionais não são documentos da minha autoria, mas desta forma estou a dar um contributo para a execução de duas obras estratégicas para o concelho de Alcobaça e também respeitar a vontade da maioria dos munícipes das últimas eleições autárquicas”.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Artigos Relacionados

Mário Cerol assumiu o Comando dos Bombeiros Voluntários da Nazaré

O novo comandante dos Bombeiros Voluntários da Nazaré tomou posse do cargo, no passado dia 25 de abril, uma cerimónia que contou com a presença da população e das entidades convidadas. Mário Cerol falou em compromisso, responsabilidade e em gratidão pelo convite...

mario cerol