Q

Previsão do tempo

18° C
  • Wednesday 20° C
  • Thursday 22° C
  • Friday 21° C
19° C
  • Wednesday 25° C
  • Thursday 24° C
  • Friday 24° C
25° C
  • Wednesday 23° C
  • Thursday 24° C
  • Friday 23° C

Adolescente salva de afogamento

Francisco Gomes

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
Uma turista espanhola de 16 anos que molhava os pés na praia da Nazaré foi salva na tarde do passado dia 9 depois de ter sido arrastada por uma onda, tendo os gritos de socorro de quem acompanhava a rapariga alertado um popular que se atirou à água e impediu o afogamento.

Ir passear à beira-mar ia acabando mal nesta terça-feira para a jovem, que foi surpreendida por uma onda. Valeu-lhe Nicholas Bem, de 26 anos, nazareno que estava na avenida marginal e que depois de alertado por pedidos de socorro correu 300 metros até à água e já um pouco cansado com o esforço na areia nadou depois mais trinta metros até chegar à jovem, que “estava no meio do mar a boiar de barriga para cima, sem se mexer e a cuspir água que tinha bebido”.

“Disse-lhe para controlar a respiração e não se mexer muito, e trouxe-a terra”, contou.

Na zona de rebentação da onda outros dois populares, Joaquim Peixe, de 48 anos, e Vítor Poupada, de 50 anos, ajudaram a retirá-la da água. “Estivemos a controlar a situação desde terra, para ninguém mais se atirar e ficar lá, e a perguntar ao Nicholas se ele estava bem. Ele fez um excelente trabalho e quando chegou à borda passou-nos a rapariga”, comentou Vítor Poupada.

Foi depois assistida pelos bombeiros e retirada do areal na carrinha da Polícia Marítima, foi transportada ao hospital de Leiria, mas está livre de perigo.

Nicholas Bem avisa que “as pessoas têm de ter mais cuidado e não se aproximarem da água”. Para o jovem que foi ao mar salvar a adolescente, foi um momento que não esquecerá. “Eu ia beber café e não estava à espera de salvar alguém. A sensação é ótima”, confessou Nicholas Bem, que há quatro anos salvou três crianças alemãs de afogamento, quando estavam também à beira-mar a molhar os pés.

Agora, um herói com dois ajudantes, um trio cuja ação foi crucial para impedir mais uma morte na praia da Nazaré.

Este caso ocorreu a três semanas do início da época balnear na Nazaré. Como não há nadadores-salvadores e só ao fim de semana é que dois fuzileiros ajudam a Polícia Marítima, Joaquim Peixe faz um pedido: “Os apetrechos podiam manter-se na praia, porque não há nem cordas nem boias”.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Últimas

Artigos Relacionados

Encerramento do Ascensor desespera comerciantes

Os comerciantes com negócios junto ao Ascensor falam em dificuldades financeiras devido à paragem do transporte há vários meses devido à realização das obras de sustentação das arribas por parte da Agência Portuguesa do Ambiente [APA]. A obra tinha o prazo de...

ascensor

CDU questiona executivo da Câmara sobre o destino de pescado fresco

A CDU exigiu esclarecimentos sobre o destino dado a uma quantidade elevada de pescado fresco adquirido pela Câmara Municipal alegando destinar-se às cantinas escolares. “Recebemos informações de que o Presidente da Câmara Municipal da Nazaré, Walter Chicharro, pode...

joao delgado