Q

Previsão do tempo

23° C
  • Monday 24° C
  • Tuesday 26° C
  • Wednesday 25° C
24° C
  • Monday 28° C
  • Tuesday 31° C
  • Wednesday 31° C
28° C
  • Monday 29° C
  • Tuesday 32° C
  • Wednesday 31° C

Acordo de pagamento de dívida de 3 milhões às Águas de Portugal aguarda aprovação da Assembleia Municipal

JL

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
A Câmara aprovou, recentemente, o “Acordo de Transação” a celebrar entre o Município da Nazaré e a Águas de Lisboa e Vale do Tejo, S.A (representada pela EPAL) para o pagamento de 1.924.912,14€ (um milhão, novecentos e vinte e quatro mil, novecentos e doze euros, e catorze cêntimos) relativos a serviços prestados por aquela empresa, ao abrigo do Contrato de Fornecimento de Água e Contrato de Recolha de Efluentes, celebrado em maio de 2005; e juros de mora, no valor de 937.385,50€ (novecentos e trinta e sete mil, trezentos e oitenta e cinco euro, e cinco cêntimos).

O entendimento ainda será enviado para aprovação da Assembleia Municipal, que deverá reunir em meados de junto, mas prevê, se passar, que o valor da dívida seja pago em 60 prestações mensais, no prazo de 5 anos (60 meses).

No seu site, o Partido Socialista publicou um comunicado onde fala em “enorme espanto” pela não subscrição pelos eleitos do PSD/GCI, “atualmente em processo de coligação autárquica, de um Plano de Pagamentos de 60 prestações à empresa Águas de Lisboa e Vale do Tejo, S.A. no valor de mais de 3 milhões de euros, sendo que um terço corresponde a juros da mesma dívida”.

“Não subscrever esta solução é não viabilizar o investimento necessário há muitos anos em ramais de água e saneamento, cuja prioridade é, atualmente, a execução da rede de saneamento na Macarca e Rebolo, assim como na área do Caminho Real onde ainda os munícipes não são servidos por este serviço básico, fundamental em sociedades que se pretendem evoluídas”, refere o PS.

No comunicado, o PS explica que caso este plano de pagamentos não seja aprovado e cumprido “será quase impossível satisfazer tais pretensões, uma vez que será impossível obter declaração de não dívida desta entidade e, graças a isso, não será aprovado qualquer financiamento externo. É com lamento que se verifica que o PSD/GCI não subscreve, uma vez mais, a única solução”.

O PS também critica os argumentos apresentados pelo Grupo de Cidadãos Independentes da Nazaré e PSD, que não votaram a favor do Plano, em reunião de Câmara.

“É com grande pasmo que se verifica que as forças políticas geradoras desta dívida, e que nada fizeram para a solução deste grave problema, sejam os que não reveem nesta proposta de seriedade e de compromisso a solução para este flagelo municipal, que ainda é a colossal dívida herdada”.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Artigos Relacionados

CDU critica atualização de respostas sociais à realidade do país

A resposta social do concelho às famílias que apresentam maiores dificuldades não é suficiente na opinião da CDU. “Temos vindo a assistir à degradação da vida por conta dos aumentos de custos de vida”, disse João Paulo Delgado, vereador na oposição da Câmara da...

cmn

Turista critica encerramento de balneários de praia ao fim da tarde

Os horários de serviços de apoio à praia da Nazaré foram alvo de criticas por banhistas que se deslocaram ao local e encontraram a porta encerrada ao final da tarde. António Neves e a família, residente em Almeirim, escreveu o seu desagrado pela situação que viveu...

294558343 745558416697977 4135384464215398638 n