Q

Previsão do tempo

16° C
  • Sunday 21° C
  • Monday 20° C
  • Tuesday 19° C
16° C
  • Sunday 26° C
  • Monday 25° C
  • Tuesday 22° C
17° C
  • Sunday 27° C
  • Monday 27° C
  • Tuesday 22° C
[speaker]
[speaker]

Património Marítimo está a ser recuperado para preservar a memória local

JL

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
O número de embarcações antigas expostas no areal da praia da Nazaré, em frente ao Centro Cultural da Nazaré, cresceu, e conta com sete barcos que, há algumas décadas, coloriram o mar da Nazaré, trazendo para terra o sustento de muitas famílias.

A iniciativa de expor as embarcações partiu da Câmara Municipal e do Museu da Nazaré, que têm procurado formas de preservar este património dos agentes naturais.

“Tomei a decisão da contratação destes dois homens pelos seus conhecimentos e forte ligação ao mar bem como aos barcos. São um ativo fundamental para assegurar a preservação do nosso património marítimo, que é uma forma de afirmação nossa no presente e no futuro”, declarou Walter Chicharro.

António Broa e António Murranga, são dois nazarenos com ligações ao mar, que ofereceram os seus conhecimentos e dedicação às artes de pesca para preservar estas memórias marítimas, e que têm sido os colaboradores e conselheiros em matéria de preservação das embarcações expostas.

“Ponho água todas as manhãs, e outras vezes ao por do sol, com o objetivo de deixar as embarcações húmidas e evitar que abram fendas com as diferenças de temperatura, e, assim, durem mais tempo”, resume António Broa, um reformado da pesca, que ocupa parte dos seus dias a aplicar os seus conhecimentos na preservação das embarcações tradicionais que se encontram expostas no areal da praia da Nazaré, em frente ao Centro Cultural.

A água salgada preserva a madeira, mas estando em terra, necessita de cuidados especiais que a conservem em boas condições de conservação.

As embarcações tradicionais são um património cultural, histórico e turístico inestimável, razão que levou a Câmara Municipal e o Museu da Nazaré a dedicar-se à sua manutenção, reparação e valorização.

O trabalho de António Murranga é observar e consertar pequenas mazelas que vão surgindo nas embarcações. Prepara-as e pinta-as durante o dia, para que o trabalho possa ser visto por quem passa e aprecia as embarcações tradicionais.

A exposição das barcas é a memória viva de muitas histórias passadas no mar da Nazaré para manter este património marítimo vivo.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Artigos Relacionados

Braga de novo “Brilhante” levantouo troféu da Euro Winners Cup

Futebol de Praia: ACD O Sotão ficou no 3º lugar da prova. Decorreu na praia da Nazaré de 8 a 16 de Junho, o Euro Winners Cup. O estádio do Viveiro Jordan Santos e campos adjacentes foram o palco de inúmeros jogos, nas vertentes masculinas e femininos. Na grande...

448561289 18440336599000110 8585624812273994783 n

O sonho tornou-se real e o NDFAC subiu à elite do andebol nacional

Andebol: Nazaré tem pela primeira vez uma equipa no Nacional da 1ª Divisão em seniores masculinos Em jogo da 10ª e última jornada da Fase Final do Campeonato Nacional da Divisão de Honra de Seniores Masculinos, o Nazaré Dom Fuas Andebol Clube de Paulo Félix perdeu...

img 2816 copiar 1 2500 2500

Relatório de Gestão Consolidado do Município

Nazaré O Relatório de Gestão Consolidado do Município da Nazaré foi 2023 foi aprovado com 4 votos e 3 contra na reunião de Câmara do passado dia 7 de junho. De acordo com o documento, o passivo do Grupo Municipal apresentou, a 31 de dezembro de 2023, um valor de...

reuniao