Q

Previsão do tempo

13° C
  • Thursday 13° C
  • Friday 13° C
  • Saturday 13° C
13° C
  • Thursday 12° C
  • Friday 14° C
  • Saturday 13° C
13° C
  • Thursday 12° C
  • Friday 14° C
  • Saturday 13° C

Empresário enterrado no jardim de moradia em Alfeizerão

Paulo Alexandre

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
Um empresário de 55 anos foi enterrado no espaço exterior de jardim de uma moradia em Alfeizerão.

De acordo com o coordenador da Polícia Judiciária de Leiria, o empresário, de 55 anos, António Sintra, “foi dado como desaparecido a 11 de fevereiro do ano passado”, mas a investigação apontou no sentido de que “poderia tratar-se de um eventual homicídio”.

O homicídio foi confirmado, no passado dia 3, com a detenção dos três suspeitos e a “recuperação do cadáver, amarrado e enterrado” no jardim de uma moradia em Alfeizerão, à data do crime alugada por dois dos detidos – o irmão da companheira do empresário e a respetiva companheira.

A convicção da PJ é de que o crime, alegadamente perpetrado pela companheira do empresário (de 26 anos), o irmão (de 24) e a companheira (de 31), tenha ocorrido no apartamento do casal, nas Caldas da Rainha.

“O crime de homicídio terá sido perpetrado […] mediante agressões físicas, seguindo-se a profanação e ocultação do cadáver, bem como a ilegítima apropriação de pertences da vítima”, refere um comunicado divulgado pela PJ.

Após o homicídio “o corpo foi transportado de carro para o jardim onde foi enterrado”, numa moradia à época alugada ao irmão e à cunhada da companheira da vítima, que entretanto deixaram a casa.

Segundo António Sintra, “havia um historial de agressões entre o casal, algumas das vezes envolvendo o irmão da companheira e a cunhada, e que resultaram em várias queixas de violência doméstica”.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Artigos Relacionados

Simulação de roubo de telemóveis para receber dinheiro do seguro

Um casal residente na Nazaré simulou um assalto para poder receber cerca de dois mil euros do seguro. Foram as contradições nos depoimentos que acabaram por desmontar a mentira e agora os dois vão responder por simulação de crime e possível tentativa de burla. O...

Detido em flagrante por violência doméstica

Um homem de 30 anos foi detido por violência doméstica, na sequência de uma denúncia a dar conta da situação que foi, rapidamente, acompanhada pelos militares do posto da GNR de Valado dos Frades. Os militares presenciaram o agressor a proferir ameaças à vítima,...

gnr