Q

Previsão do tempo

14° C
  • Thursday 22° C
  • Friday 22° C
  • Saturday 19° C
14° C
  • Thursday 24° C
  • Friday 23° C
  • Saturday 23° C
14° C
  • Thursday 24° C
  • Friday 22° C
  • Saturday 23° C

Alcobaça convidada a integrar Associação Nacional de Cidades Cerâmicas

Paulo Alexandre

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
Alcobaça foi convidada a integrar Associação Nacional de Cidades Cerâmicas. O repto para a criação da associação nacional partiu de Guiseppe Olmeti, secretário-geral da Associação Italiana de Cidades da Cerâmica (AICC), que realizou um conjunto de reuniões com uma dezena de cidades “onde a tradição ou a indústria cerâmica são muito importantes e reconhecidas”.

Alcobaça, Caldas da Rainha, Óbidos, Mafra, Barcelos, Aveiro, Viana do Castelo e Ílhavo foram, convidadas a “organizarem a criação de uma associação nacional que permita desenvolver projetos integrados para o setor”, convite que, segundo o mesmo responsável, será feito a Reguengos de Monsaraz, Redondo e Montemor-o-Novo.

Num encontro com jornalistas, nas Caldas da Rainha, o responsável pela associação italiana manifestou, no passado dia 6, o desejo de que “os autarcas consigam apresentar uma carta de intenções [para a formação da associação], em Itália, no próximo mês de setembro”, data em que decorrerá na cidade de Faenza um certame internacional ligado à cerâmica.

A criação da associação será, segundo Guiseppe Olmeti, “um primeiro passo para integrar a Associação Europeia de Cidade de Cerâmica (AEuCC)”, criada em janeiro de 2014 e que integra as associações de Itália (AICC), de Espanha (AECC) e da Roménia (ARCC), reunindo, no conjunto, 97 cidades.

“A melhor identidade de Portugal é a cerâmica, pelo que considerámos fazer todo o sentido que o país esteja representado na associação europeia” defendeu o italiano apostado em “criar um lóbi positivo” em defesa do setor.

O objetivo da organização europeia passa pela criação de uma rede de cidades ligadas à cerâmica e pelo desenvolvimento de projetos conjuntos.

A criação de uma certificação da cerâmica é um dos objetivos da AEuCC, para que “produtos como o Galo de Barcelos não possam ser produzidos na China a preço inferiores, porque a sua região demarcada será o norte de Portugal”, exemplificou.

Na ordem do dia estão igualmente questões técnicas como “a redução de metais nas louças cerâmicas”, área em que a proposta da União Europeia aponta para “valores mais baixos do que os que se encontram na água” e que as associações pretendem negociar para “um valor mais aceitável”, explicou o mesmo responsável.

Fernando Tinta Ferreira, presidente das Caldas da Rainha, é um dos dez autarcas disposto “a integrar o núcleo fundador” da futura associação nacional, cuja formação vai “começar a ser discutida entre as várias autarquias interessadas”.

“Mafra já se ofereceu para organizar a primeira reunião” em que a organização da associação será discutida entre os municípios que “poderão determinar as suas regras, sem terem que seguir as mesmas normas que os restantes países”, sublinhou Guiseppe Olmeti.

A adesão à associação europeia possibilitará a Portugal candidatar-se a fundos para projetos a desenvolver e para a promoção internacional da cerâmica, como acontece já com as quatro associações fundadoras que em junho deste ano apresentaram uma candidatura conjunta para um projeto de 1,7 milhões de euros.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Últimas

Artigos Relacionados