Q

Previsão do tempo

17° C
  • Sunday 17° C
  • Monday 17° C
  • Tuesday 19° C
17° C
  • Sunday 18° C
  • Monday 19° C
  • Tuesday 22° C
18° C
  • Sunday 19° C
  • Monday 20° C
  • Tuesday 25° C

PS critica postura de vereadores da oposição sobre pedido de investigação à gestão da Câmara

jl

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
O PS criticou a forma como dois vereadores da oposição se comportaram perante a proposta de envio para investigação a gestão do Município no período de 2003 a 2014, que foi sujeita a uma auditoria e cujo resultado revelou inconformidades.

“Estas inconformidades, para além de atestarem total irresponsabilidade política por quem geria os destinos deste município, à época, certificam irregularidades que este Secretariado considera Muito Graves, como são o caso de pagamentos de cerca de 2 milhões de euros de despesa não autorizada, nem ser registada ou cabimentada”, refere o PS.

Sobre o facto dos vereadores António Trindade (GCICN) e Belmiro da Fonte (PPD/PSD) terem abandonado a sala no momento da votação, optando por não votar o envio do documento para as entidades fiscalizadoras das finanças públicas, o PS fala em atitude “lamentável”.

“Pode António Trindade proferir que “(…) muitos dos erros que foram cometidos pelos serviços de contabilidade eram completamente alheios ao órgão executivo”?”, questiona o PS para quem “a solidariedade que tanto António Trindade como Belmiro da Fonte defenderam em prole do anterior executivo deveria ser focalizada nas necessidades dos munícipes, como aliás defende o atual Presidente de Câmara”.

No comunicado, o PS diz que o “silêncio do passado tem hoje um preço bem pesado” para a Nazaré, apontando exemplos: “cortaram metade da iluminação pública; desbarataram as contas públicas; não pagaram a quem deviam, mas só a quem queriam; pretendiam privatizar a gestão da água e do saneamento; privatizaram e não pagaram a recolha de resíduos; foram obrigados a aumentar taxas e impostos municipais para valores recorde; tudo com base na solidariedade”.

Os socialistas frisam que está no passado a razão de hoje não poderem “reduzir impostos; reduzir taxas; focalizar receitas em investimento ou pagar aos credores” para destacarem, que apesar das dificuldades avançaram com obra, apontando o caso da ALE de Valado dos Frades “como um símbolo deste projeto autárquico”.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Artigos Relacionados

Ampliaqua instala-se com inovação e investigação no Porto da Nazaré

A maior unidade de aquaponia do país que combina aquacultura e hidroponia livre de produtos químicos A AmpliAqua®️, uma empresa inovadora no campo da aquacultura, que combina aquacultura e hidroponia de forma sustentável, anunciou, em abril, a sua instalação no...

Ampliaqua